terça-feira, 31 de março de 2015

deidade4

Jesus a manifestação da Palavra de Deus.
Culto realizado dia 02.07.2004
Ir. Rosendo

Jesus a Manifestação da Palavra

Baixe o culto em mp3

Baixe em pdf

01-            Segunda epístola do apóstolo São João 1:7. Vamos ler os versículos seis e sete: “E o amor é este. Que andemos segundo os seus mandamentos, este é o mandamento como já desde o principio ouviste que andeis nele. Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anti-Cristo”.

02- Senhor, nós temos lido esta parte das Escrituras, e elas são um tanto quanto fortes, até mesmo para serem pronunciadas e ouvidas. Mas nós pedimos, que o Senhor, como grande Ensinador possa esclarecer mais um pouquinho disso em nossos corações. Se nós estamos aqui é porque nós cremos. Nós cremos na Tua Palavra. Nós cremos que Ela é a verdade. E o Senhor disse: “passarão os céus e a terra, mas as minhas palavras não passarão jamais”. Nós Te agradecemos por isso Senhor Jesus, e que nesta noite possamos ser abençoados com a manifestação da Tua Palavra em nosso meio, para que possamos entender qual e é a grandeza, a largura, a profundidade dos Mistérios do Senhor, de Deus em Cristo, no qual o Senhor reconciliou consigo mesmo o mundo. Ajuda a Tua Igreja. E aqueles que ouvirão futuramente a gravação... Que sobre o Teu povo seja a benção da Tua Palavra. Nós Te pedimos no nome de Jesus Cristo, amém, Senhor. Amém.

03- Sentai-vos. Jesus disse: “Passarão os céus e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão. E, se Jesus falou uma palavra, aquilo tem um significado, tem um por quê. Ele Próprio disse: Passarão os céus e a terra”. E as pessoas dizem que a terra não termina, ela não tem fim. Que a terra não se acaba. O que muda é a geração. Agora, se dizem isso sobe a terra, imaginem o que dizem do céu. Mas Jesus sabia do que Ele estava falando. Ele disse: “passarão os céus e a terra”.

04- A palavra não pode passar. Por que a terra e o céu podem passar? Estamos falando sobre Logos, sobre a Deidade, e quando começamos este assunto nós tivemos que voltar um pouco, para o principio. Se você conseguir entender o que houve no princípio, você poderá voltar a muito mais além do que isto. Há um tempo quando o tempo ainda não existia, e isso foi antes do princípio. E só assim você poderá entender o que é a Deidade, o que é a Divindade de Deus, ou o que é o Logos que saiu de Deus. Quando Jesus disse: passarão os céus e a terra, mas as minas palavras não passarão jamais”, Ele disse isso porque a terra e os céus tiveram princípio. Vocês concordam com isso? [A congregação diz: “Amém”]. Gênesis 1:1: No Princípio criou Deus os céus e a terra”.

05- O mensageiro de Deus para o tempo do fim disse: “Tudo o que teve princípio pode ter fim”. O que tem princípio tem fim. Mas Deus não pode mudar, Ele não pode terminar porque Ele nunca começou. Ele nunca teve um princípio. Mas Jesus disse: Minhas palavras não podem passarPor que? Porque as Suas Palavras não eram outra coisa senão a manifestação do pensamento de Deus, uma vez que o próprio Jesus Cristo era a Palavra de Deus manifesta. Poderia ser o nosso assunto. Jesus Cristo: A Palavra de Deus manifesta. E, por outro lado, este é o assunto deste culto, porque é a Deidade ou a Divindade Corporal.

06- A Deidade corporal, a Palavra de Deus manifesta. Veja. Por isso não tem princípio e nem fim. Porque a Palavra é Deus. Deus e a Sua Palavra não podem ser separados. Quanto a terra, ela passará por um batismo de fogo, ela mudará seu aspecto. Ela será purificada. Quanto ao céu, você encontra na epístola de Pedro dizendo que o céu desapareceu como um livro que se enrola. E a Bíblia diz: Eis que faço novas todas as coisas”. E, no livro de Apocalipse, João Termina dizendo: Eu vi novos céus e nova terra”. Porque Jesus disse que poderiam passar, mas Sua Palavra não. Então quando entramos neste assunto sobre Deidade para entendermos o
Logos, entendermos a diferença que há, ou a relação que existe entre o Pai e o Filho. Nós estamos entrando num dos campos mais perigosos quando está se tratando de doutrina.

07- As igrejas têm cultos de doutrinas, e esses cultos são proibidos para outras. Eles fecham as portas ou... E tem pessoas que estão com algum problema na igreja... Algum comportamento duvidoso, então, é tirado dos cultos de doutrina. E esses cultos de doutrina deles não estão tratando de doutrina. Eles estão tratando sobre tradições, usos e costumes.

08- Doutrina, na verdade, é forma de crer. Quando falamos sobre batismo estamos falando sobre doutrina. Quando falamos sobre a Unidade de Deus estamos falando sobre doutrina. Quando estamos falando sobre a manifestação da Divindade estamos falando sobre pontos doutrinários. Veja. Quando falamos sobre a ministração da Ceia, lavamento de pés, são doutrinas que Cristo ensinou e estabeleceu. E para que fique mais transparente doutrina é forma de crer. Doutrina é a maneira que você crê. Qual é sua doutrina? Em outras palavras, qual é a sua crença?

09- Então se temos uma doutrina errada todo o resto está errado. Se estivermos crendo de uma maneira errada, tudo o que vier depois disso será consequência desse primeiro erro. Se tivermos uma ideia errada sobre Deus nós estaremos contrariando ou colocando a Bíblia toda de ponta cabeça, de cabeça para baixo. E às vezes nós não temos culpa. As pessoas não são culpadas por crerem errado, por terem uma doutrina errada, contrária as Escrituras, porque elas foram ensinadas daquela maneira. Elas foram ensinadas de um determinado jeito. E por isso eles crêem errados.

10- Ora, a partir do momento em que você é esclarecido, que a luz de Deus brilha em seu coração, então você está na presença do Sol. Você precisa, então, crescer como uma verdadeira planta de Deus. Agora, se a Luz vem e você prefere continuar nas mesmas ideias, nas mesmas tradições, nos mesmos erros, você então já não tem a quem culpar quando você se apresentar diante de Deus e ter que prestar contas daquilo que você creu, que tipo de culto você fez!

11- Quando você não está na doutrina correta, ou quando você não está fundamentado na doutrina verdadeira você adorará de uma maneira errada! Por isso que a mulher Samaritana disse: “escuta, os Samaritanos dizem que tem que adorar no monte e os judeus dizem que tem que adorar em Jerusalém”. Eles estavam com uma doutrina contrária. Eles ainda estavam agarrados aos costumes do Antigo Testamento, e eles colocaram suas interpretações na Lei de Moisés. E ficaram ali dois grupos. Um crendo que era no monte e o outro crendo que era em Jerusalém. Jesus veio no centro e disse: Nem no monte, nem em Jerusalém, mas em espírito e em verdade”. E disse ainda: Vós adorais o que não sabeis”. Nós adoramos o que sabemos.

12- Então se adora da maneira errada porque não se está fundamentado na verdadeira doutrina, ou na Doutrina correta. Como no caso de Abel. Abel teve a Revelação do que era a Verdade de Deus, e ele, quando viu que seus primeiros pais pecaram e ele também já havia nascido em pecado, ele sacrificou um cordeiro porque ele sabia que aquilo era o que tinha acontecido. Foi derramamento de sangue. E sem derramamento de sangue não pode haver remissão de pecados. Caim não tinha a doutrina correta, não tinha a forma de se aproximar de Deus corretamente, ele não tinha. Por isso ele adorou da maneira mais bonita que ele pode fazer: ofereceu um altar bonito. Vêem? Colocou flores e frutos diante do altar, e ele deu o que tinha de melhor, mas estava errado. Então você encontra centenas de milhares de religiões diferentes. Cada uma prega a “sua verdade”, ou aquilo que eles estabeleceram como verdade. Quando você pega aquela verdade e leva para as Escrituras Sagradas, você vê que não bate cem por cento. Estão adorando de uma maneira errada.

13- Doutrina é forma de crer. Agora, vamos começar pensando sobre isso. Se com uma doutrina errada todo o resto fica errado, porque para começar você está crendo errado, está prestando uma adoração errada,... Deus prometeu que os seus filhos não seriam confundidos. Eles seriam esclarecidos. E se até hoje você pensa em uma coisa... E achou que era assim, mas a partir de agora Deus te mostra que aquilo não é desta maneira, Ele te explica a diferença entre uma coisa e outra, você então precisa mudar, você então precisa mudar o seu pensamento, isto é, transformando-se pela renovação do entendimento.” Agora, se você quiser permanecer com o entendimento antigo, com a maneira antiga de pensar nas coisas, aí é com você e Deus. Mas a Palavra de Deus traz isso, ela renova o nosso entendimento porque Deus não abre Sua glória de uma vez por todas. Ele abriu um pouquinho nos dias de Lutero. Aquilo foi a justificação pela fé. Ele abriu mais um pouco nos dias de Wesley, era a santificação. Ele abriu mais um pouco na era pentecostal, na era de Laodicéia, e trouxe o movimento dos dons! Aquilo foi bom para aquele tempo. Mas chegou o momento da abertura da Palavra. E agora? Como ficaram as outras coisas? Como ficou quem apenas creu naquele iniciozinho lá na era de Lutero?

14- Então alguém pode fazer essa pergunta: “como ficam aquelas pessoas que não conheceram o que você conhece?”. E eles até já partiram. Já se foram. Um exemplo: o meu pai morreu crendo nesta mensagem, mas sem entender o que eram os Selos. Apenas creu que O Sétimo Anjo os revelou. Ele cria nisso, mas ele não entendia o que era a Revelação do sétimo selo, por exemplo. Porque quem pregava naquela época não explicava o que era porque também não entendia. E como ficam essas pessoas? Fizeram essa pergunta para o profeta de Deus, creio que na mensagem Perguntas e
Respostas, número quatorze, se não me engano. Ou em outra. Depois eu trarei a referência correta para vocês. Sabem o que ele diz? Ele diz: “Essas pessoas viveram da melhor maneira possível com a pouca luz que eles tinham”. E eles estão selados com isso, porque foi o que Deus permitiu que eles vissem. Veja. Mas quando Deus abre mais um pouco, se manifesta de uma maneira mais clara, mais visível, então as pessoas que viveram naquele tempo, naquele dia, elas terão que acompanhar essa abertura de Deus. Agora, aqueles que não viveram neste dia não são culpados porque Deus já não abriu aquilo para o dia deles. Então eles estão corretos para aquele dia. Mas se eles vivessem hoje teriam que mudar também seu pensamento, a respeito de muitas coisas. Como os apóstolos não virão o que nós temos visto hoje. Eles não viram.

15- Aqueles que conviveram com Jesus não tinham ainda o esclarecimento do que era tudo aquilo. E como eles viveram três anos e meio ao redor de Jesus e aprenderam as coisas de Jesus... O que eles fizeram? Eles escreveram o que eles viram. Apenas isso. E acabou. Mas Paulo veio bem depois deles. E nos dias de Paulo se cumpria outra parte do Antigo Testamento, ou da Palavra de Deus, e Deus Si revelou a Paulo de uma maneira diferente da qual se revelou para os discípulos. Para os discípulos foi mostrada a Deidade Corporal. A palavra de Deus manifesta. Mas, quando chegou o tempo de Paulo, já não foi apenas isso. Paulo se encontrou, agora, com o Pilar de Fogo. Onde a Divindade Corporal tinha voltado para estar porque saiu de lá. E só quem se encontra com o Pilar de Fogo é que pode explicar para as pessoas o que Deus fez, o que aconteceu. Por isso que a manifestação que Paulo Fala em Hebreus 13:8: “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempreele estava se referindo a Jesus Cristo, o mesmo ontem, hoje e para sempre, ele estava apontando para os dias de Moisés, no qual Cristo teve que estar, e Moises teve o encontro com a Coluna de Fogo. Teve que ser Cristo em Paulo e mais uma vez Paulo teve que se encontrar com a Coluna de Fogo e depois, os últimos dias, Cristo no Profeta, o Profeta também tendo o mesmo encontro com a Coluna de fogo. Isso é Jesus Cristo o mesmo ontem, hoje e para sempre. E às vezes você lê “eternamente”. E em outras você tem “Para Sempre”.

16- Eterno não tem fim. Para sempre é um período de tempo mui longo. Essa é a diferença. Então, meus amigos, o que eu quero dizer com esta pequena introdução é exatamente isto: se hoje Deus nos mostrar algo a mais do que ontem então nós vamos seguir, comer o maná de hoje. Sabendo que o de ontem não foi em vão porque nos alimentou ontem. E é claro que estes assuntos, que estas...Já que estamos falando sobre Doutrina... E é uma das doutrinas mais sobressalentes ou a maior de todas, dentro das Escrituras, que é sobre a Deidade Suprema. Da Deidade é que vem o resto. Então com isso nós podemos chocar alguém, chocar alguns ouvintes, chocar alguns pregadores, mas nós não estamos nos importando com isso. Falamos nisso com o coração aberto, com o coração sincero diante de Deus! Apenas o que pretendemos é mostrar para as pessoas, mostrar para esta pequena igreja e para aquelas a quem estas palavras chegarem tudo o que Deus nos revelou através do Sétimo Anjo de
Apocalipse 10:7. Amém? [A congregação diz “amém”].

17- Então vamos. Em outro culto nós lemos segundo João 1:3: “Graça e misericórdia, paz da parte de Deus Pai e da do Senhor Jesus Cristo, o Filho do Pai, seja convosco na verdade e no amor”. Ou na caridade. E agora nós lemos o versículo sete: “por que já muitos enganadores entrarão no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anti-Cristo”.

18- Mensagem Vida. Eu vou começar estudando junto com vocês o parágrafo 51 da mensagem Vida, pregada pelo mensageiro de Deus William Marriom Branham. Esta é a razão pela qual é totalmente impossível qualquer pessoa ser salva fora do novo nascimento. Porque os homens nascem outra vez do Espírito de Deus e se tornam uma parte de Deus. Sua existência é eterna como Deus é eterno. Eles nunca poderão perecer”. Jesus foi quem disse essas palavras. “Ninguém pode arrancálos de minha mão. Elas são do Pai divino. E não há ninguém que possa tirá-los ou separá-los, pois eles são uma parte de Deus”. Veja. Ele está se referindo àquela escritura de João 10:28, 29, 30, 31... Eu creio. Onde Ele diz: “As minhas ovelhas são minhas, elas ouvem a minha voz. Ninguém as tira de minha mão, e ninguém as tira da mão de meu Pai. Eu e o Pai somos Um”. Mas primeiro Ele disse: Ninguém tira de minha mão e ninguém tirada mão do meu Pai”, E termina dizendo: “Eu e o Pai Somos um”.

19- Não podem ser dois, porque Deus é Espírito e espírito não pode ser uma Pessoa, [Deus é pessoa por ser personalidade, não no termo como nós entendemos por pessoa] não pode ser três porque não existe uma terceira pessoa e nem sequer existe uma segunda pessoa. Na Divindade só existe uma Pessoa e esta é Jesus Cristo, aquele corpo de carne no qual Deus Pai se manifestou, se encarnou. Esta é o que é a manifestação da Palavra.

20- Nenhum de nós é culto. Eu sou uma pessoa com uma educação muito pobre. Veja. Às vezes você lê estas mensagens, ouve estas pregações e diz: “este homem devia ser um tremendo entendido, um homem muito sábio”. Ele não era. William Branham era um homem simples, pobre, sem educação (escolar). Tinha o primário incompleto.
[“Às vezes quando encontro palavras como aquela, eu a examino para descobrir. Apenas tomo aquela única palavra. Eu tenho amigos e professores da Bíblia que podem tomar o grego...”.]
Ele mesmo não tinha entendimento. Se ele pegava uma palavra, queria estudá-la, ele pegava aquela palavra e procurava todos os seus significados. Mas ele diz:
[“Eu tenho amigos e professores da Bíblia que podem tomar o grego ou o hebraico... Apenas correm com elas em todas as partes através das escrituras”.]
Pega uma palavra... E Ele sabe o Significado daquilo no grego e no hebraico, e percorre aquilo por toda a Bíblia. E um desses homens era o professor Lee Vayle. Vocês já ouviram muito esse nome nas mensagens que ele sempre cita aquele companheiro seu.
[“... E apenas correm com ela em todas as partes através das Escrituras. Mas eu tenho que tomar palavra por palavra e examiná-la. E eu descobri que quando Ele disse assim ‘Eu lhes dou vida eterna’”. ] É assim que você lê nas escrituras. Jesus dizendo: Eu lhes dou vida eterna”. Então quando você examina aquilo na palavra raiz, vem da palavra grega. Mas quem são os gregos? São gente boa? Um povo tão pagão que era? Olha, nós precisamos entender como as coisas começaram!

21- O profeta diz: Deus usou três raças. Os judeus, os gregos e os romanos”. Vocês já aprenderam isso. Dos judeus vem à verdadeira doutrina, do único Deus. Jesus disse: A salvação vem dos judeus”. Os romanos, por causa do grande império, da abertura de estradas. Tomaram conta do mundo. E quando eles abriam, quando eles tomavam conta de algum lugar, a abertura de estradas, o desenvolvimento econômico, tudo aquilo acompanhava... E... Este foi o desejo de Paulo, de pregar o evangelho em Roma. Porque de lá poderia ir para todas as partes da terra. Veja. E a outra raça foi a grega. Os gregos. De onde veio uma linguagem universal. Por isso que quando se procura entender as coisas da Bíblia, palavras na Bíblia, para entendermos o significado real daquilo, se vai ao grego, ao hebraico, e tudo.

22- [“Eu descobri que quando Ele disse ‘Eu lhes dou vida eterna’, vem da palavra grega que significa ‘zoe’. Isso é uma palavra grega, que quando se toma aquilo...”] Jesus disse: “Eu lhes dou vida eterna”. Esta “vida eterna”, no grego está “zoe”. E o significado é: A própria Vida de Deus. Não é uma vida como quando você trás uma criança à vida. De maneira nenhuma. É a própria vida de Deus no homem. “Eu lhes dou zoe”. E então tão certo quanto somos participantes de zoe, ou a vida de Deus, nós existimos eternamente como Deus existe eternamente. Só quem tem esta vida. Se é a vida de Deus, é o próprio Deus morando no homem. Isso é o que chamamos de Batismo do Espírito Santo. Deus no homem. Deus na mulher. É um preenchimento. Então quem está nessa posição, em Zoe, tendo a própria vida de Deus, este pode ser arrebatado, este é eterno. Aí o profeta diz: “Quando você esta no Espírito Santo você já está na Eternidade”. Porque você já é eterno, já está com Deus.

23- [“Abençoados e salvos para sempre e sempre. Sem fim, sem principio. Nós tomamos parte de Deus. Se você observar que este grande princípio... Alguém tem feito uma pergunta”. A pergunta é esta: quem é este Grande Jeová?] Veja a pergunta que fizeram para o irmão Branham. Qualquer homem, qualquer mulher que crê nesta mensagem, quem tem vindo para esta mensagem, todos sabem perfeitamente, inclusive onde estão os versículos da Bíblia que mostram que Jeová do Antigo Testamento é Jesus do Novo Testamento. Apenas isso! Mas tem mais. Tem mais coisas além disso. Isso é apenas rudimento da doutrina, gente. Aquilo não é tudo. Jeová do Antigo Testamento é Jesus do Novo Testamento. Isso é apenas rudimento. Precisamos entrar mais além, mais a fundo para entendermos isso, como procede, como sucede. Caso contrário estaremos colocando Deus no lugar que não Lhe é próprio. Como às vezes as pessoas fazem isso. Humanizam Deus e Divinizam o homem. Colocam Deus na posição do homem e o homem no lugar de Deus. Aí adoram a criatura ao invés de adorar ao criador! Precisamos entender como essas coisas sucedem.

24- Alguém tem feito a pergunta. Mensagem “Vida”, parágrafo 54. Quem é este grande Jeová? Onde Ele começou? Olha... Ele não teve nenhum começo. Ele foi Deus para sempre. Agora, a expressão “para sempre”, significa apenas um espaço de tempo. Mas, eternidade significa para sempre e sempre... Olha... A expressão “para sempre” vem do hebraico. Significa espaço. Muito tempo. Pois está no plural. Para sempre e sempre. Quer dizer que são dois tempos. Mas quando sefala eternamente, na eternidade, é um completo. Eternidade é um circulo. Por isso que a aliança é simbolizada com um anel. Você não encontra emendas, porque não tem principio nem fim. Aponta para a eternidade. Um grande círculo abarcando tudo. Tudo o que existe teve que sair dali. Isso é eternidade.

25- Eternidade é um circulo que não tem fim. Ela nunca teve um princípio e nunca terá fim. E como que no mundo nós sabemos que há um verdadeiro espírito de amor, há um verdadeiro e real espírito de lealdade, há um verdadeiro e real espírito de honestidade... Quantos sabem disso? Nós sabemos disso. Nós vemos isso. Isso é Deus. A própria fonte. Se existe honestidade entre os homens é ainda uma perversão da honestidade. Honestidade, bondade, lealdade... Tudo são atributos de Deus. Tudo estava em Deus. O que temos aqui na terra é de uma forma pervertida. Ao contrário. Por interesse. Apenas isso. Mas essas coisas vêm de Deus porque Ele é a fonte.

26- Quando se fala na Fonte de onde tudo se origina... Nós precisaríamos pensar um pouco naquilo que os judeus usavam para simbolizar esse Deus onipotente. Aquilo que eles chamavam de Memrá,
que é o candelabro com nove braços. Apontando exatamente para Deus, A Fonte da Vida. Mas este assunto está para o futuro. (ver Deidade parte 9- Ed.) 27-  
Nós vemos isso. Vamos fechar nossos olhos, nossas imaginações, por alguns momentos, e voltemos para antes, quando não havia nada”.  (Pela segunda vez ele nos convida a isso.) Vamos pensar um pouco sobre este momento quando não havia nada e Deus estava ali, só Ele existia. A grande fonte de toda a eternidade. Era Aquele o Espírito do amor, da alegria, Aquele Espírito de honestidade, Aquele Espírito da verdade, nesta perfeição. E então, da existência do Pai saiu o Logos, que era o Filho. Que era a Teofania. Que era o corpo do Grande Deus Jeová. Saiu em um corpo celestial”. Amém.

28- Vocês podem abrir seus olhos agora. Por uma fração de segundo o profeta nos convidou a entendermos, a vermos isso. Quando não havia nada, tudo era o grande círculo (eternidade), o que somente havia ali? Aquele Espírito. A fa... [fim do primeiro lado da fita].

29- Paulo Disse: Eu não julgo ter alcançado”, porque ele se lembrava do seu estado quando ele tinha que clamar miserável o homem que sou”. Por causa da luta da carne contra o espírito. A nossa busca aqui na terra é alcançarmos isso, como Paulo disse: eu não julgo ter alcançado”. Mas Paulo também fala da Fonte do Espírito. Ele diz que amor, bondade, gratidão... Vocês lembram quais são os frutos do espírito. Vocês já leram isso. Creio que está no livro de Efésios, alguma coisa assim.

30- Nesta grande fonte de Eternidade... Era Aquele Espírito do amor, da alegria, da honestidade, da verdade, da perfeição... Então, desta Fonte de tudo... e esta Fonte era Deus. O Pai. Ele não tinha sido chamado de Pai ainda porque Ele não tinha gerado. Ele nem sequer era Deus!

31- Essas coisas são ditas para chocar as pessoas. Porque isto é para quebrar véus de tradições, de crenças erradas. Têm que tomar um choque! Porque as pessoas estão morrendo! É parada cardíaca espiritual! E você sabe que é uma das coisas que mais tem matado ultimamente. São problemas do coração. Problemas cardíacos. Porque é exatamente ali que está a coisa. Então quando o coração está lá... pi... pi... pi... e para, e os médicos dizem: “Estamos perdendo-o”, eles correm e ligam aquele negócio. Pelo menos em algum filme vocês já viram isso. Ligam, esquentam e dão um choque que eu nem sei quantos watts tem! E o corpo ali! Já teve uma parada cardíaca! Pode-se dizer que já está morto. O cérebro pode ainda estar funcionando no seu último estágio, porque quando a respiração cessa, quando o cérebro não recebe o oxigênio necessário, os neurônios morrem. Aquilo é como um colapso! Funciona com eletricidade. Energia. Por isso você se alimenta. Para tirar a energia do alimento, para enrigar o sangue e tudo isso. Você respira para isso. Mas, quando se dá aquela parada, eles fazem sua última tentativa que é dar choque! O corpo do defunto dá pulos dessa altura na cama. [O pr. faz uma demonstração com a mão]. Sai todo mundo de perto. Estremece tudo.

32- Deus, quando manda um profeta para a terra, é para fazer isto. Para dar choque de milhares e milhares de watts nestas pessoas, nesses altares caídos, nessas doutrinas erradas, nesses pensamentos pobres e rasteiros que limitam Deus para o ensinamento de uma igreja, de uma religião apenas. Então, Deus sempre manda uma mensagem trazendo isto! Um choque! Não é mais tempo de darmos anestesia nas pessoas. Dizendo: “está tudo bem! Deus te ama! Deus te salva! Deus só quer o coração! Deus é amor! Deus é Pai!”, e dar tapinhas nas costas... Não! Não é mais tempo de fazer isso! Anestesiado o povo já está! Tem que se dar choque para despertá-los! Estão neste tempo, ao qual temos sido levados pra pensar sobre Ele, este Grande Ser eterno nem sequer era Deus. Porque só se pode existir Deus se houver quem O adore. A palavra “deus” significa isto; Objeto de adoração. Ele só passou a ser Deus quando Ele criou os anjos, ai eles começaram a adoração no céu. Aí Ele passou a ser Deus. Mas antes disso, era Elohim, o alto existente de Si Mesmo. Ele era Esse. Gênesis 1:1 fala isso: No princípio Elohim...”. Você tem na sua tradução “Deus”. Aquilo é Elohim. “No princípio Elohim criou os céus e a terra”. Vêem?
[“In principio creavit Deus caelum et terram” (ν ρχ ποίησεν θες τν ορανν κα τν γν).]

33- Esta grande fonte de energia, perfeição.
[“Então, da existência do Pai...”,] foi aqui que eu parei. Ele não poderia ser Pai antes de gerar. Como pode você não gerar e ser chamado de pai? Por isso que Ele só é chamado de Pai no Novo Testamento. Porque Ele gerou Um Filho.
 Da existência do Pai saiu o Logos”.
 É essa palavra que estamos estudando dentro do assunto da Deidade. Logos, que é uma palavra grega. Estudaremos o seu significado futuramente. Mas só quando vocês tiverem todos esses assuntos introduzidos. De Deus, desta grande existência eterna saiu o logos, que era o Filho. Então, agora você tem a Deidade suprema a qual estudamos no outro culto. Elohim e o Logos.

34- Estudamos ali qual mensagem? Mensagem “Perguntas e Resposta sobre Gênesis”. Não foi isso? E agora estamos estudando a mensagem “Vida. O profeta falando a mesma coisa.

35- Deste Ser existente, a Divindade, a Deidade Suprema, Aquele que não tem princípio nem fim, nem forma, porque é espírito, que ninguém nunca O viu... Por isso ninguém pode dizer como Ele é. Apenas o entendemos pelos seus atributos manifestos. Quando alguém quer ver quem é Ele, quem é o
Alto-existente, quem é Elohim, tem que olhar para o Logos que saiu Dele. Tem que olhar para Jesus.

36- Quando Felipe diz: “mostra-me Elohim, mostra-me o que te gerou. Mostra-me o criador”, Jesus responde: Eu estou a tanto tempo convosco e você não tem me visto? Quem vê a mim vê ao Pai. Você não crê que o Pai está em mim?”. Estão entendendo? As Escrituras são Perfeitas. Não podem ser quebradas. Não podem ser anuladas. De maneira nenhuma. Então veja. Saiu o Logos que era o Filho. Mas este Logos, o Filho que saiu do Pai, como era a sua forma? Com quem Ele se parecia? Como Ele era? Aí que está! Porque não estamos falando de João 1. Estamos falando de antes do Gênesis! Em João Um você vê o Logos, a Palavra manifesta. Este Logos que saiu de Deus, lá no início... Porque se fala “Início”? Porque quando esse logos sai de Deus, ali é o início. Porque o Logos é O Princípio da Criação de Deus.

37- Antes disso não havia nada para principiar, nada para se começar nem nada para se terminar, porque era eternidade. Foi na eternidade que o Logos foi criado. Foi na eternidade que houve um princípio. Porque esse Logos teria que vir para o tempo. Para a dimensão. Se tornar humano. O que você encontra no Novo Testamento é este Logos se Encarnando. Assumindo uma forma humana. Para isso Deus criou, no ventre de Maria, a célula sanguínea, e a fecundou e criou um corpo para este Logos e habitou nele em plenitude.

38- O Filho era Teofania, era o corpo do Grande Deus Jeová. Isso porque Deus é Espírito e precisava de um corpo. “Saiu em um corpo celestial”. Aquele corpo no qual os discípulos tocaram e apalparam era carnal. De carne. Quando disseram: “Um fantasma está vindo sobre as águas”, ele disse: “Não. Eu tenho carne e osso”. E um espírito não tem. Mas, quando este logos foi criado, ou quando Ele saiu do Pai... Ele saiu em um corpo Celestial. Esse é o Logos. A Palavra dita daquela Grande Fonte de Vida e saiu. A ali houve a Teofania, que foi Deus feito em palavras.

39- Ora, uma palavra tem que ser expressa. Porque antes de ela ser uma palavra ela era um pensamento. E o Logos foi à expressão do pensamento de Deus. Deus primeiro criou o Logos. Saiu de Deus. Deus falou para criar o Logos. [Nota, aqui fui utilizada a palavra “criou” mas o Logos foi gerado do Pai, não criado] O Logos é Deus manifesto em palavras. Isso era o que William Branham ensinava. Foi o que ele pregou. E ali houve a teofania que foi Deus feito em Palavras. Aquela Teofania se fez carne na pessoa de Cristo, Jesus. Quando isso aconteceu, toda a plenitude da Divindade, tudo o que era a Deidade, tudo o que era Elohim veio em Cristo. Quando o Logos já estava encarnado, porque, para isso, já foi com trinta e poucos anos no rio Jordão. Não foi quando Ele nasceu. Quando Ele nasceu é dito: Entrando no mundo sacrifício e oferta não quiseste, mas corpo me preparaste”. Porque antes era um corpo celestial, como uma Teofania. Foi preparado no ventre de Maria um corpo de carne para este Logos que saiu de Deus. E quando esse corpo de carne estava com seus trinta anos, foi ao Jordão para ser batizado. E o Grande Espírito que o criou, o Pai que o gerou, veio e habitou Nele em plenitude. Deus em Cristo, reconciliando consigo o mundo. Aí Ele podia dizer: “Eu e o Pai somos Um”. O Pai Espírito naquele corpo de carne, que foi chamada Jesus. Estão entendendo? [A congregação diz: “Amém”]. Eu espero que realmente estejam.

40- Nele ambos habitaram. Toda a Plenitude de Deus. Naquele corpo de carne estava o Pai, o Filho e o Espírito Santo. As três manifestações de Deus aqui na terra.

41- Bem, meus amigos. Na mensagem “Unidade”... Às vezes demoramos tanto tempo lendo apenas um parágrafo, porque eu não costumo ler, ler, ler... Nós vamos lendo e comentando aquilo, com pausa, para que vocês entendam o que o mensageiro está transmitindo para a Igreja.

42- Na mensagem “Unidade”, deixe-me ver o parágrafo... Parágrafo 147, para vocês que anotam. Nós vamos ver alguma coisa aqui. Na escola dominical nós vamos ler muita coisa, muitos versículos nas Escrituras. Por isso que eu deixei a outra parte, o Logos falando do seu nascimento... Vamos deixar para a escola dominical. 147 da mensagem “Unidade”. Não sei se vocês têm essa mensagem. Vamos ver aqui.
Nada tem alma, excerto o homem. Ele está em uma forma animal. Mas Ele coloca uma alma nele. Foi isso que o fez diferente dos animais. Ele destingiu o que era certo e o que era errado quando sua alma entrou nele. Recordem: quando Deus criou o homem em sua própria imagem, e então ele se tornou vivente, ele se tornou aquilo, conhecendo o certo e o errado. Agora, nisto Jesus veio, e Ele era Deus. Não somente a vida de outro homem, mas a própria vida de Deus fazendo Dele um Filho de Deus”. ] Vamos continuar.
Mas, colocando-o de volta na mesma união que Ele tinha antes da queda. E agora estamos obtendo a verdadeira Unidade.
Por que? Porque existe uma unidade falsa. Existe um pensamento sobre a Unidade de Deus que é errada. Entendem? E se tornou uma tradição! E nós estamos procurando livrar nossa mente, nossos pensamentos do conceito errado da Unidade. Como os nossos amigos denominacionais precisam urgentemente se livrar da doutrina errada chamada trindade, porque não há três pessoas em Deus.

43- “Alguém me disse: ‘Irmão Branham, não é você Unicistas?’”. Nós temos muitas igrejas que são Unicistas. E até batizam em nome de Jesus. E eles crêem que há somente Jesus. Isso está errado. Isso é uma doutrina errada. Tanto estão erradas as pessoas que dizem que Deus é três pessoas distintas, como aqueles que dizem que há somente Jesus na Divindade. Os Trinitários e os Unicistas. Os unicistas podem até pensar que nós somos trinitários. Os trinitários podem pensar que nós somos unicistas. Porque eles fizeram essa confusão com William Branham. Os unicistas, que crêem que há somente Jesus, e que Ele é o próprio Deus, eles dizem que o irmão Branham é trinitário, e os trinitários dizem o contrário. O irmão Branham pregou amensagem “A Divindade Explicada”. Convidou os trinitários e os unicistas para uma reunião, creio que na cidade de Chicago, e disse: “Eu não estou com nenhum de vocês. Ambos estão errados”. Se ambos estão errados, nós, que seguimos esta mensagem, precisamos saber o que o profeta de Deus pregou sobre isso. Precisamos entender esta forma de doutrina. A qual ele disse que era a doutrina principal. Da Deidade Suprema.

44- “As pessoas me dizem: ‘irmão Branham, não é você Unicista?’. Não a organização Unicista. Eu sou unicista com Cristo, mas não com a organização dos unicistas”. Porque eles criam errado.
“Ora, Ele pagou a dívida do Pecado. Agora, em ordem para obter a Unidade entre Deus e o homem. Jesus não poderia ter feito isto, contanto que ele estivesse aqui em um corpo de carne”. (Unidade § 149)
Eu deixei propositalmente este parágrafo depois do outro, porque este explica o primeiro, onde ele diz na mensagem “Vida” que este Logos que saiu de Deus, lá, no início de tudo, ali saiu um corpo celestial. Na mensagem “Unidade” ele está dizendo que se fosse num corpo celestial Jesus não poderia unir o homem com Deus. Por isso que o Logos, o Filho de Deus, a Palavra de Deus manifesta, por isso Ele é Deus, e o profeta explica o porquê, assim como você se torna parte da Palavra cheio do Espírito Santo... Você é a palavra de Deus manifesta, e assim você também é Deus. Por isso só vai para lá que de lá veio. Só volta para a Eternidade quem estava na Eternidade. Isso é feito pelo processo através de Jesus Cristo, que naquele corpo de carne foi feita a união, entre o eterno e o temporal, naquele corpo celestial, lá, Ele não poderia fazer isso! Ele teve que assumir um corpo de Carne para poder morrer. É exatamente isso que ele está dizendo aqui.
“Jesus não poderia ter feito isso, contanto que Ele estivesse aqui em um corpo de carne”. Esta palavra “contanto”, o que você entende dela? Contato, adverbio, Usado na locução conjuncional condicional contanto que. 2. Se; no caso que; dado que. 3Sob condição de. Jesus não poderia ter feito aquilo, a obra da redenção, o Sacrifício, a menos que estivesse um corpo de carne. Ele tinha que se tornar a oferta do pecado completa para tirar a culpa do crente, para que então o Espírito Santo pudesse entrar no homem, e fazer o homem e Deus se unirem outra vez. Teria que haver algo para restabelecer.

45- “Agora, o que poderia restabelecer? Quando o mandamento de Deus é cumprido. Poderia um Anjo cumprir isto? Ele não tem sangue”.  Um anjo tem um corpo celeste. Não tem um copo de carne como eu e você.
“Poderia um anjo cumprir isto? Não. Ele não tem sangue”.
Mensagem “Unidade”, parágrafo 150.
“Poderia Deus cumprir aquilo?”.
E agora? Anjo não poderia. E Deus também não. O que é um anjo? É um ser criado. Então ele não poderia. Mas não é esta a questão. Um anjo não poderia te comprar, não poderia ser o sacrifício porque um anjo não tem sangue. Não é de carne. Deus também não poderia fazer isto. Elohim, que estudamos no culto anterior. Ele não poderia fazer isto. Como não pode? Não. Ele não tem sangue.
        “Ele não tinha sangue”.
46- Gente! Nós estamos sendo levados a compreendermos o que é a Deidade Suprema de Jesus Cristo. O que é a Divindade. Ele não tinha sangue. “E Deus se tornou carne e sangue em ordem, para que pudesse pagar o debito corretamente e tirar o pecado. Porque esta é a única maneira. Torre de Babel lhes separando através da terra, tudo mais... Organizações e coisas têm falhado de todas as formas. Eles se misturaram. Mas esta seria uma separação total. Gloria! Ele diz: 151 Agora me sinto religioso. Bem, eu sinto como se eu pudesse tomar o meu tema agora e começar a pregar agora mesmo.  Sendo que ele já estava concluindo o culto.

47- Os anjos não poderiam, Deus não poderia naquele estagio, de Elohim. Espírito. Ele efetuou tudo através do Filho. O Logos que saiu de Deus, ao qual foi preparado um corpo para que Ele se encarnasse. Deus veio e habitou naquele copo em plenitude. Aí sim a obra pode ser estabelecida. Você encontra aqui três deuses? Não. Mas também você não encontra somente Jesus. Você encontra o Pai e o Filho. O Pai Espírito, e o Filho, que saiu de Deus e assumiu um corpo de carne e no qual Deus veio em plenitude. Aqui você está tendo uma pequena ideia do que aconteceu. Não fique esperando grandes sermões. Isso aqui não é coisa de gritar, de pular... é coisa de se reexaminar tudo o que você aprendeu.

48- Parágrafo 159 do sermão Unidade 11 de fevereiro de 1962 -.Os discípulos que andaram de mãos dadas com Jesus, comeram com Ele, dor miram com Ele, viram os Seus milagres, e estavam associados com Ele, tão perto como nenhum irmão poderia estar, e mesmo assim eles não tinha isto.”. Eles não entendiam isso. Não compreenderam isso. Parece que estamos lendo que mensagem? “A Voz do Sinal”, é isso? [sermão Unidade.ed] Antes de vir para cá a minha esposa estava falando: “Bem, naquele outro culto o profeta falou isso, que os discípulos só viram aquilo que Jesus fez, mas Paulo foi quem Recebeu a revelação e escreveu o Novo Testamento”. Vocês já têm essa mensagem em mãos.
49- “Os discípulos que andavam de mãos dadas com Jesus, comerão com Ele, dormiram com Ele, viram os seus milagres e estavam associados com Ele tão perto como nenhum irmão poderia estar. E mesmo assim eles não tinham isso. Eles não estavam preparados para pregar o evangelho”.
Aí eu me pergunto: Quantos estão? Só porque leram a mensagem, escutaram a fita já acham que podem pregar a mensagem, sabe? É por isso que enrolam tudo, a verdadeira doutrina, e ensinam pela metade, as pessoas que vem pensam que é apenas aquilo, e quando vem a total revelação dos mistérios as pessoas ficam confundidas. “Mas o que aconteceu?”. É que nenhum discípulo saiu pregando enquanto não tivesse recebido a revelação, de uma maneira total e completa, com o poder de Deus. Eles andaram com Deus, andaram com Deus em carne, fizeram tudo aquilo e... Jesus disse: “Vocês não vão fazer nada”. Vamos ler para ver o que o profeta fala.

Eles não estavam preparados para pregar o Evangelho. Jesus disse, “Não preguem mais, nem mesmo tente. Você espere lá em cima na cidade de Jerusalém. Eu vou enviar sobre vós a promessa que lhes foi dada. A qual vos unirá então 160 “Agora, Pai, eu oro para que eles sejam um exatamente como Tu e eu somos um. Você tinha entendido esse versículo antes? Será que tínhamos entendido isto? “Agora, Pai, eu oro para que eles sejam um exatamente como Tu e eu somos um”. E agora? Somos um? E quantos somos? Heim irmão Rubens? Não me peçam explicações.
        E eu...”. “Como Meu Pai tem me enviado para Pregar o Evangelho, então eu vos envio”.
50- vamos apenas ler. “Pai, Eu oro...”, ele está citando a oração de Jesus. “... para que eles sejam um como Tu e Eu somos um. Como Meu Pai tem me enviado para pregar o evangelho, então Eu vos envio”. 161 E o próprio Pai que enviou o Filho, veio no Filho. Unidade é um”.
        Esta é a unidade na qual nós cremos. Eu digo “nós cremos” por que se cremos na mensagem... Foi isso que o mensageiro de Deus ensinou, contrariando os trinitários e os unicistas. Porque não é só Jesus. Tão pouco é três. E não estamos pregando dois deuses. Estamos pregando um Deus que gerou um Filho e habitou neste Filho em plenitude. Por isso você só pode vê um trono e Um sentado sobre o trono. Por isso você tem que ser batizado no nome que Ele se deu a conhecer: Senhor Jesus Cristo. O próprio Pai que enviou o Filho veio no Filho. Unidade em um.
        “Ele disse, “Se eu não fizer as obras de Meu Pai, então não creiais em Mim. Mas se as Minhas obras que faço falam tão alto, vocês estão perfeitamente surdos, mudos e cegos se não vêem isto”. Oh, irmão! Disse, “Vós hipócritas! Você pode discernir a face dos céus, mas os sinais dos tempos vocês não podem discernir. Se vocês Me tivessem conhecido, vocês teriam conhecido Meu dia. Bem falou Isaias de vós. Vocês tem ouvidos, e  são tão surdos que não podem ouvir. Os olhos, e tão cegos que não vêem! 162         Bem, não disse o Apostolo Paulo, “Nos últimos dias eles terão forma de santidade e negarão o poder de sua eficácia”,
         (Nota. Estas citações do irmão Branham no sermão antigo está no parágrafos 149 ao 151, no sermão disponibilizado no “Busca” estão entre os parágrafos 159 ao 161 – Ed.)
51- Quando ele pregou a mensagem “Perguntas e Resposta N° 14”, ele desafiou os trinitários dizendo: “me digam que há uma trindade. Me provem nas escrituras onde tem essas três pessoas”. Você só encontra uma pessoa na Divindade. Esta pessoa é Jesus Cristo, porque Nele
Deus habita corporalmente. A Divindade corporizada. Deus em Cristo.

52 - Mensagem “A Palavra falada é a Semente original”. 160 “As obras que faço também as fareis”. “E o que Ele fez? Apenas o que o Pai o permitiu fazer”. Dentro desse estudo nós vamos entender porque eu creio... O agora que eu digo pode ser daqui a um mês, dois meses ou um ano. Porque eu creio que nós já estamos no estágio onde podemos entender estas coisas. Que precisamos sair dos rudimentos... [fim do segundo lado da fita]

O sermão Jesus a manifestação da Palavra de Deus. (Deidade parte 4) foi pregado dia 02.07.2004 pelo irmão Rosendo no Tabernáculo Doutrina da Mensagem em Francisco Morato – SP.

Copilado por: Jhonatas Rosendo
Revisão ortográfica: L. Jacob

Próximo estudo: Deidade parte 5 “O Logos mostrando Sua criação”
VISITE NOSSA PÁGINA DE EVANGELIZAÇÃO


A Restauração Prometida - Mal. 4:5,6- Apoc 10

Estudo anterior: Elohim e o Logos

Nenhum comentário:

Postar um comentário