sexta-feira, 14 de abril de 2017

deidade17

DEIDADE PARTE 17

“Melquisedeque Não Era Jesus”
22 de agosto de 2004
Francisco Morato, SP.
D.Rosendo

01.       1º Timóteo capítulo um versículo dezessete... Primeiro vamos ler o dezesseis; 1º Timóteo capítulo um versículo dezesseis está escrito assim:
            Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda Sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer Nele para a vida eterna. Quando ele fala que é o principal, ele está dizendo que é o principal pecador, não é o “principal”, um dos principais, ou o melhor dos melhores, de maneira nenhuma. Ele está se referindo ao principal pecador. Veja.
            ... Eu sou o principal... Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda Sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer Nele para a vida eterna.           Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sejam honra, e glória par todo o sempre. Amém.

02.       Senhor, nosso Deus, é bom ler a Tua Palavra. Nós nos aproximamos dela com toda reverência. O mundo tem desprezado esta Palavra do Senhor. Cada lar tem um exemplar da bíblia sagrada, dois ou três, mas, raramente é lido, raramente é observado, mesmo que dentro destas palavras, destas letras têm aquela expressão que o Senhor disse “errai por não conhecer as escrituras, examinai ela, ela testifica de mim”.
03.       Oh, Senhor, nos ajuda neste instante quando temos nos reunidos para adorar ao Senhor em espírito e em verdade, e que o Espírito Santo que viria para convencer o homem da morte, do pecado e do juízo, que possa nesse instante nos iluminar, iluminar o Senhor... A Glória do Senhor na face de Jesus Cristo. É neste nome precioso, este nome que está acima de todo o nome é que nós Te pedimos estas bênçãos. Amém, Senhor. Podem se assentar.

04.       Deidade parte dezessete; neste culto nós vamos aprender um pouco a respeito de um personagem das Escrituras Sagradas chamado Melquisedeque. Aprendendo mais uma vez que Melquisedeque não era Jesus. Melquisedeque não era Jesus. Eu sei perfeitamente que estes assuntos, eles podem rodear outros lugares, ir para outras cidades, ir para outras igrejas, ajudar outras pessoas, e porquê não dizer, causar preocupações em alguns irmãos, em pregadores, em ministros deste evangelho, porque nós sabemos que é muito fácil ficar numa posição estabelecida, ou estabelecer uma posição e permanecer ali porquê não se tem mais trabalho, está estabelecido.

05.       E eu não sou Deus para criar o mundo num determinado espaço de tempo, e depois, quando estiver a coisa completa, descansar porquê terminou. Este é o descanso de Deus, quando Ele completa Sua obra. E eu não estou aqui para terminar nada, não estou aqui para completar nada, estamos aqui é para dar continuidade. Deus é quem pode terminar, Deus é quem pode completar porquê foi Ele quem começou a boa obra, foi Ele quem iniciou, e nós estamos aqui apenas como meros ajudantes que não receberemos nenhum galardão por isso.

06.       Não estamos aqui atrás de elogios de Deus, dizendo “oh! Que coisa boa!”, não. O que ele nos disse para não crescermos no trabalho que fazemos é isto, depois de havermos cumprido todos os requisitos, você ainda não passa de um servo... Como é que diz o resto? Inútil. Servo inútil. Agora, quando chegar o momento das pessoas receberem os seus galardões diante de Deus, aí sim, a obra estará completa porquê Ele completou; aí Ele diz assim “bom está, servo bom e fiel, entra no gozo do teu Senhor”. Mas, nesta dimensão nós não temos que completar nada, nem se quer podemos. Paulo disse “eu plantei, Apolo regou, Deus dá o crescimento”, e Paulo ainda disse que “Aquele que em voz começou esta boa obra a aperfeiçoará até os dias de Jesus Cristo”. Amém. É assim que está na Palavra, é assim que eu creio.
07.       Então, quando se trata de ensinar, de pregar o Evangelho, de ensinar a respeito da Bíblia Sagrada, de ensinar a respeito desta Mensagem tão poderosa, eu tomei esta posição há muitos anos atrás, eu diria... Não, não tão... Muito... Sete ou oito anos, aproximadamente (creio), quando eu disse “olha, de acordo com que eu tenho observado, de acordo com as pregações que eu tenho aprendido, com as mensagens que eu tenho lido, com as meditações dentro das escrituras, eu não vou, nunca, colocar um ponto final em um determinado assunto (veja), porque eu não posso pôr um ponto final, só Deus pode pôr um ponto final”.

08.       Eu não posso pôr um ponto final porquê dali por diante pode ser uma vírgula, aquilo pode ser uma exclamação, pode ser uma interrogação, pode ser uma abertura, uma aspas, ou reticências, e se eu pôr um ponto final eu fecho um assunto naquilo ali, e foi exatamente colocando pontos finais, fechando os assuntos, que o sistema religioso viraram denominações, e mais denominações, e cada vez foram se afastando da Palavra porquê pegaram um determinado assunto das escrituras e disseram “isto é isto, isto é isto”, fecharam e “nós cremos assim, e nós que cremos assim vamos nos chamar de Católico Romanos, nós que cremos assim vamos nos chamar de Batistas, nós que cremos desse jeito vamos nos chamar de Presbiterianos, nós que cremos assim somos as Testemunhas de Jeová”, e assim foram fechando os assuntos, fechando, fechando, e está aí milhares e milhares de igrejas, cada uma sem dar certo umas com as outras, porque fecharam pontos doutrinários entre si. Vêem?

09.       Agora, voltando a falar sobre a mensagem que pregamos, qualquer um que tentar colocar um ponto final em um assunto, estabelecer uma doutrina, ele vai estar em problemas porquê ele não é profeta, ele não entende da mente de Deus, ele não esteve na Mente de Deus para entender aquilo. Então, o que nós estamos fazendo hoje é dando continuidade a um ministério que varreu a terra, que está rodeando a terra. E este ministério trouxe os pontos doutrinários que as igrejas fecharam, e disseram “não podemos crer nisto porque já estabelecemos aquilo”. Então você leva o batismo em nome de Jesus Cristo para uma determinada igreja, eles não podem aceitar porquê já estabeleceram para os seus membros, em suas atas que tem que batizar usando os títulos Pai, Filho e Espírito Santo.

10.       Você não pode levar um batismo adulto, depois que uma pessoa conhece o bem e o mal e por escolha própria... E por decisão própria reconhece que é pecador e que precisa se arrepender, mudar de vida; você não pode levar esta Doutrina Bíblica para uma igreja que batiza crianças, que pratica o batismo infantil, sendo que a criança não pecou, ela não tem do que se arrepender e batismo é pra quem se arrepende. Entendem? Você não encontra nunca na Bíblia uma criança sendo batizada; você encontra nas Escrituras as crianças sendo levadas ao templo e sendo apresentadas diante de Deus, mas batismo é para quem se arrepende de pecados e uma criança não tem do que se arrepender.

11.       Então você encontra grupos religiosos com essas coisas fechadas e viraram denominações porque isto é um espírito. Espírito denominacional, e é um espírito que separa, separa grupos. Cada grupo ali está separado um do outro. Veja. Agora, quem tentar fechar também esta mensagem, virará uma denominação e não perceberá que está no mesmo espírito da denominação. Continuará dizendo que é da mensagem, continuará dizendo que é eleito, continuará dizendo que faz parte da Noiva, continuará dizendo que é águia do jeito que o sistema religioso diz que é de Jesus, que está salvo, que é de Deus, que está tudo certo, porque crê na bíblia. Entendem o que digo? É um problema sério!

12.       Então, se estamos falando sobre pontos doutrinários... E temos aprendido já que você não conseguirá adorar o Deus verdadeiro fora de Sua Doutrina. Você não pode adorar a Deus fora da Sua Doutrina. E uma doutrina chave sobre Deus é que Deus é Espírito; Ele sendo Espírito só pode ser adorado em espírito e em verdade, veja. A verdade, ela teve que sair de algum lugar; alguém tem que ser verdadeiro para expressar a verdade. E o Grande Deus, onipotente, o Espírito Eterno, quando ele expressou Sua verdade, essa verdade, chegou o momento vindo à plenitude dos tempos, ela se encarnou. E, quando a verdade de Deus estava encarnada em um corpo humano, Ele disse “Eu Sou o caminho, Eu Sou a verdade, Eu Sou a vida, Eu Sou a porta, Eu Sou o Bom Pastor”, vêem? Tudo Nele. Então, nós vamos prosseguindo, falando sobre Deidade. Amém [a congregação diz: Amém.].
13.       Quem perdeu alguns volumes... Vocês tenham paciência, alguns pedidos já estão sendo feitos e estamos anotando tudo e você terá tudo em mãos na medida do possível. Estamos já na parte dezessete do assunto sobre a Deidade.  E eu quero começar lendo com vocês o parágrafo vinte e oito da mensagem “Hebreus Capítulo Sete - Parte Dois”.

14.  Alguém que na tenha esta mensagem, se você ainda não leu, se você não a tem, nós temos como tirar uma cópia pra você...
 “Hebreus Capítulo Sete – Parte Dois” parágrafo vinte e oito: “Eu sei que eu tenho ensinado sobre a perseverança dos santos”, o profeta está falando sobre pontos doutrinários, sobre doutrina.
            “Eu sei que eu tenho ensinado sobre a perseverança dos santos. Eu tenho ensinado sobre a Suprema Deidade de Jesus Cristo... (veja)... Eu tenho ensinado sobre a Suprema Deidade de Jesus. Eu tenho ensinado sobre a segurança do crente e pré-ordenação, predestinação e muitas destas coisas”.

15.   Hoje, alguém pode te intitular e dizer “escuta, vocês são ‘calvinistas’”, por quê? “Ou vocês são tal e tal”, só foram grandes homens reformadores, que um deles cria na doutrina da predestinação, mas outros não criam, e foi aquele debate. Então igrejas se levantarão crendo e outras não crendo. E se você hoje diz que crê na predestinação eles dizem “então você segue a linha calvinista, ou a linha tal e tal”. Agora me diga, como pode o povo ser tão cego a ponto de não perceberem que quem crê na predestinação não é calvinista, não é luterano, não é nada disto! Ele é cristão porquê é uma doutrina bíblica, Paulo foi quem ensinou a doutrina da predestinação e disse “Ele nos elegeu antes da fundação do mundo”. Efésios 1.4

16.       Veja, Ele nos predestinou para filhos de adoção, aqueles que Ele escolheu Ele predestinou, aos que Ele predestinou Ele chamou, Ele justificou, Ele glorificou. E como pode uma pessoa discutir sobre predestinação? Ainda, se crê ou não. Não sei porquê usam a bíblia, não sei porquê se chamam de crente, não sei porquê se chamam de evangélicos se não crêem no evangelho que quer dizer boas novas vêem?
As pessoas podem me chamar muito de “bocudo” não é? Mas, não é mais tempo de brincar de dar tapinhas nas costas e chamar “ah, meu irmãozinho, tudo bem? E glória a Deus...” não, a coisa é muito séria. Não temos mais tempo para brincadeira, para tapinhas nas costas, para estarmos com elogios para lá e para cá, não temos mais tempo para isto!

17.       Bem... Olha: “Eu sei... (veja agora) ... Eu tenho ensinado muitas destas coisas. O que eu sei é que em minha congregação têm muitos legalistas... Muitos legalistas, o que está perfeitamente bem, absolutamente. Mas agora, para coisas eu sou legalista também... (para determinadas coisas, o que ele quis dizer aqui) ... Ora, isto está bem, mas agora para coisas eu sou legalista também, e eu sou um calvinista. Eu simplesmente... Eu creio na bíblia, isto é tudo”. Está na bíblia? Está, então eu creio. Não importa como você me intitule, não importa...

18.       Quando eu evangelizei, um tempo em Campina Grande, sempre debati um pouco com uns amigos pastores denominacionais, pessoas muito entendidas, palestrantes, seminaristas e tudo (eu era apenas um guri de dezessete a dezoito anos), e o programa (Fé para vencer que as vezes eu fazia ao vivo)  era depois do deles, imagine o que eu não agüentava quando chegavam cinco ou seis ali no estúdio da emissora no centro da cidade; quando eles saiam, eu entrava com o programa “Fé Para Vencer” naquela época. E eles diziam “você é um sabeliano rapaz, você é um sabeliano” eu disse “Misericórdia, quem era sabélio meu Deus? E eu não sei disso não”. Aí depois foi que eu descobri que sabélio foi também um dos homens lá do passado que não conseguiu crer na trindade. Não pôde ver trindade na bíblia, a bíblia nem se quer cita este nome.

[Nota: Sabélio viveu no século 3, defendia uma crença unicista, crença esta que William Branham a chamou de falsa, porem muitos estudiosos da mensagem por não conhecer a crença de William Branham quanto a Divindade, defendem as ideias de Sabélio achando que é a mesma ideia de W. Branham. ]

19.       Então, foi um dos que defendeu que Deus não é três pessoas distintas, então eles alto-intitularam... Ele nos chamam de sabelianismo. E você pode encontrar uma pessoa por aí, um inteligente, um estudado, e te chamar de sabélio, você vai ficar sem saber o que é isto. Não é? Entendem? E assim sucessivamente...
20.       Bem, está na bíblia eu creio, me chame do que você quiser chamar”, chamaram a Jesus do que quiseram... Aí, este é o versículo, aliás, o parágrafo vinte e oito da mensagem “Hebreus Capítulo Sete – Parte Dois”.

21.       E antes de eu entrar mais profundamente nisto aqui, eu quero passar para vocês, para a igreja e para os meus ouvintes, e para aqueles que me ouvirem futuramente, o que pregou o amigo do profeta, o professor Lee Vayle, Ele pregou isto no ano de 2001, bem próximo de nós. Entendam que se passou muito tempo para poder os pontos doutrinários da mensagem ser mostrado para o mundo inteiro, de uma forma... Da mais aberta possível. Por isso que eu disse que você está vivendo em um tempo, você está numa época, você está no lugar próprio para aprender as coisas. Graças a Deus por isto.

22.       Então, ele pregou um sermão intitulado “Verdadeira a Sí Mesma - Sua Palavra, no dia três de fevereiro de 2001, o reverendo Lee Vayle, que caminhou muito com o irmão Branham. Eu quero citar para vocês as palavras dele aqui, apenas poucos minutos, para podermos entrar um pouquinho mais no ensinamento sobre a Deidade, mais como está dentro do assunto. Bem, ele fala sobre soberania, e ele diz aqui:
“Eu possuo a minha própria linguagem da qual eu espero que você esteja ficando acostumado. Você não encontrará isto em textos de livros. Você somente encontrará da maneira como eu o ensino, porque essa é a única maneira que eu conheço de como ensinar sobre a “soberania”. Eu não fui educado sob o ensino da “soberania”, mas eu tomei conhecimento disso a... oh, há muito tempo atrás, e quando o irmão Branham ensinou soberania não foi difícil para mim entender muito do que ele disse. [Ele disse isso melhor do que qualquer um]. Perguntas e Respostas sobre a Deidade – Verdadeira a Si Mesma – Sua Palavra §2 – 03.02.2001 – Lee Vayle

23.       Aqui está um homem, doutor, advogado, [Nota: O irmão Lee Vayle não tinha diplomas de doutor em divindade como os demais teólogos e como muitos ministros tentam passar essa ideia para as pessoas. William Branham que deu este título pra ele, chamando-o de doutor] é uma pessoa destra (é destro que chamam, né?) Na Palavra, no grego, no hebraico, no aramaico, um homem cheio do Espírito Santo, um homem que tinha os dons espirituais em evidência. Eu sei que o sistema religioso perdeu este homem para a mensagem, para a Palavra. Quando a Palavra se manifestou, ele disse “eu não posso ficar mais aqui, não, eu vou pra lá também”. Não é? Bem, então ele disse quando... Não foi difícil entender o irmão Branham ensinar sobre Soberania porquê ele já conhecia a matéria. Então quando o profeta pregou sobre soberania ele disse “ele fez como nenhum outro”. Agora, primeiro de tudo, nós podemos ler... (onde você leu comigo)... Em 1º Timóteo 1:17: ao Rei eterno imortal, invisível, ao único Deus sábio, sejam honra, e glória para sempre” §3, ele leu a escritura que nós temos lido.

24.       Eu quero neste instante que vocês prestem bem atenção porque nós começamos dizendo neste assunto sobre Deidade parte, já, dezessete (é isso? Dezessete?), que Melquisedeque não é Jesus. Você não pode tirar Deus de Jesus, você tira Jesus de Deus. Você não pode tirar a Bíblia de dentro desta Mensagem. Esta Mensagem, ela saiu de dentro da Bíblia para te levar para dentro da Bíblia. Foi o que Jesus veio fazer. Você estava longe, distanciado de Deus; todos pecaram, destituídos estão da glória de Deus, não tinha como você voltar. O Logos saiu de Deus para isto, a parte de Deus, o Seu Filho, saiu de Deus para isto: para vir, te apanhar de volta e te levar para Deus. Todo trabalho de Jesus é este, te levar de volta pra casa, te levar de volta pra Deus.

25.       Para começar Ele disse “Eu vim de Deus e volto para Deus”, termina-se o livro de Apocalipse mostrando Deus sendo tudo em todos. Porque Jesus completa Seu trabalho, a Sua obra. Vêem? Isto é o assunto sobre a Deidade. Mas, aqui em Timóteo, na epístola ao Timóteo, Paulo está falando, ele fala de Jesus Cristo e depois se refere a, ao Rei dos séculos, imortal; de quem Paulo está falando? Ele está falando de Jesus? Não senhores. Não, porque em outra carta ele fala sobre o imortal, ele fala sobre Deus dizendo “o único imortal, a quem só pertence a imortalidade”. E isto vai soar tão estranho nos ouvidos de muitos afinados na mensagem, que vocês nem imaginam. Vocês não imaginam o quanto...

26.       Bem, eu quero citar para vocês, ainda, algumas palavras para vocês do irmão Lee Vayle:
E então nós encontramos Alguém que é uma Pessoa, e Ele é rei, que é soberano – isso quer dizer que Ele é um governador absoluto – e Ele é eterno, mas Ele também é imortal” §3.  É bom crer num Deus imortal, não é? [a congregação diz: Amém.].
Agora, quando você usa o termo “imortal” você está automaticamente usando um prefixo para a palavra “mortal, você tem que se acrescentar um... Creio que é prefixo que se chamam; imortal. É o problema que se dá quando não se sabe o significado das palavras, por isso que, quando eu não sei o significado do nosso português aqui, o que é pronome, o que é sinônimo, o que é antônimo, o que é (Antonio eu sei, é meu irmão, não é?), e eu fico todo... Todo perdido nisto, então tenho que procurar alguém que entenda isso aí para poder entregar para vocês o quadro completo.

27.       Então, por não se entender se entra em problema com João capítulo um “o verbo estava com Deus”, é uma conjunção, “o verbo estava com Deus”. Veja. Não era Deus, estava com Deus. Este que estava com Deus foi o que se encarnou, porque Deus o enviou. Não tem complicação nenhuma, e quem vem para a mensagem agora e escuta estas coisas, entende isto com uma facilidade tremenda. Vocês sabem, os irmãos que estavam conosco no culto de ontem lá em Jundiaí viu isto, uma irmã que nem foi batizada ainda, mas o assunto da Deidade ela disse “aquilo foi muito fácil para ser compreendido, está muito claro, está perfeito”, vêem?

28.       Agora, foi o que eu falei aqui pra um irmão, o irmão Rubéns (creio que foi o irmão Rubéns), falou pra mim “será que os irmãos, os irmãos novos vão entender estas coisas?”, eu disse “não se preocupe com os novos, a minha preocupação é com os antigos”. A minha preocupação é com os antigos, a minha preocupação é com os pregadores, a minha preocupação é com os pastores, a minha preocupação é com os irmãos que têm vinte, trinta anos de mensagem. Mas ainda não tinha chegado à oportunidade deles entrarem por esta parte. Entendem? Porque tinham a mensagem, liam a mensagem, mas estas partes não entendiam, como se lê as Escrituras, mas entender o quê?

29.  É o caso daquele homem, do cocheiro lá, o eunuco, na carrocinha o cavalinho ia lá lendo a Bíblia no balanço. E hoje eu não quero ler no ônibus (não que eu não queira, eu leio), mas sempre alguém diz “cuidado com a vista”, não é, “cuidado com a visão”, que é claro, o ônibus balança demais e você está ali e a letra dança e... Como é que chama? A retina sei lá, ela procura ajustar, você não vai ler a letra embaralhada, mas no balanço e a letra dança, então rapidinho, automaticamente teus olhos vão trabalhar, não sei se é quadruplicado para fazer a letra ficar alinhada. Aquilo você força, você termina forçando a visão. Bem, hoje nos tempos modernos temos este problema... Mas, o cocheiro teve o mesmo problema, o cavalo puxando a carruagem, imagine, com a roda daquele tempo (que eu nem sei se era redonda direito)... Eu nem sei se era redonda como é redonda hoje! Mas está lá lendo, e o Evangelista Filipe se aproximou, ele foi chegando perto, acompanhando e [perguntou] “estás entendendo o que estás lendo, irmão?”, não é? Você não tem como chegar dizendo “olha, está errado isso aí, você está todo errado”, não! Você chega devagarzinho “o que é que você acha disto?”, porque aí você já percebe se a pessoa quer aprender ou não. Às vezes ela quer debater comigo, e eu não posso debater, eu vou me rebaixar, eu não posso, ou vou fazer ele pecar mais, entendem? Vou fazer ela por uma brasa sobre a cabeça...
30.       Mas, de qualquer forma, eu tenho a obrigação, eu tenho o dever de me aproximar. Não é? Faz amizade ali e, conheceu no ponto do ônibus, então dê um jeito de encontrar mais uma vez; mas você mal a encontrou e já quer dizer que os selos já estão revelados!? A pessoa vai dizer “que selo é este? O que é isto?” Não, leve primeiro a pessoa para a Palavra, a pessoa tem que crer que esta Bíblia é a Palavra de Deus. Não tem como você levar uma pessoa para um Cordeiro... É... Vamos dizer assim, não tem como você levar uma pessoa para um Cordeiro já com um livro aberto, se a pessoa nem se quer conheceu o Cordeiro sacrificado no Calvário. Então, você leve ele primeiro lá para o Calvário, mostra que aquele sacrifício foi pra ele, e ele creu, ele aceita, ele testifica, aí você leva ele agora para o Novo Testamento. Depois que ele passa pelo Novo Testamento, é hora de você mostrar que o Novo Testamento falava desta hora que ele vive. Aí, quando ele chegar para esta hora (é como uma viagem no tempo, sabe), quando ele chegar nesta hora que se vive, então mostre para ele as Escrituras que se cumpriu agora. Você tem que mostrar primeiro a escritura que se cumpriu naquele dia, aí ele acredita. Olha, aproxime o Antigo Testamento se cumprindo o Novo, o menino foi prometido no Antigo Testamento, nasceu no Novo Testamento, e ali se criou, foi morto por você. “Eu creio”, lágrimas descem, dos olhos, se é uma semente eleita ela aceita.

31.       Aí pronto só que não fica só aqui, não, você tem que passar pelo pentecoste, outra experiência, ou no batismo do Espírito Santo; e agora, se você acredita que as palavras de Jesus era verdade, então acredite que as palavras de Pedro também eram as palavras do próprio Jesus, porque o próprio Jesus voltou na forma de Espírito Santo, que estava em Pedro ali quando ele disse para se batizar em Seu nome. Aí você lava a pessoa para as águas. Está vendo como é? É um seguimento. Desceu às águas, aí pronto, você mostra as cartas de Paulo mostrando uma vida santificada. Santificação, e vai indo, vai indo, e aí chega o momento que você está com a pessoa no apocalipse, nos mistérios revelados. Mostrar que aquilo eram símbolos até que agora aquilo se torna realidade. Aí sim, descortina-se tudo para a pessoa.

32.       Por isso que eu digo que é mais fácil agora para quem chegar hoje na mensagem do que pra mim que faz mais de vinte anos que eu estava nela. Tudo está mais fácil, tudo, para tudo você tem a resposta, para tudo você tem a explicação porquê está tudo em sua mão agora, e antes não tinha, antes você não tinha nada, nada disto. “Ah, mas não tinha a bíblia?”, sim, eu tinha a bíblia fechada, ela estava fechada com sete selos, mas agora eu tenho a revelação, eu tenho os selos abertos, o Cordeiro já abriu os selos e entregou a revelação para o sétimo anjo, e agora eu posso dizer para vocês o que é porque o sétimo anjo já me disse. Ele já falou, então a mesma coisa é com o assunto da Deidade e muitos outros que ainda teremos pela frente.

33.       Bem, aqui está,
“...Ele também é imortal. Agora, quando você usa o termo “imortal” você está automaticamente usando um prefixo para a palavra “mortal”, que vem da palavra latina “mortuse”, que tem a ver com morte.”. [Lee Vayle – sermão Verdadeira em Sí Mesma - §3]

34 - Primeiro você tem que saber o significado disto; a palavra quer dizer morte, então já está dizendo que é uma pessoa que morre, mas daí você descobre que tal pessoa não pode morrer, aí você acrescenta aquele prefixo in-mortal, significa ela não pode morrer. Está fácil agora? Ficou mais fácil? Aí está a palavra imortal, ela vem da palavra mortal, é uma palavra latina que tem que ver com morte. E assim, esta pessoa que você leu aqui em 1º Timóteo capítulo um versículo dezessete: ora, ao rei dos séculos imortal, invisível, ao único Deus sejam honra e glória para todo o sempre.

35.       Paulo, quando ele cita esta palavra aqui, este único Deus Imortal, ele está nos dizendo que este ser, Ele não tem a capacidade de morrer. Você tem esta capacidade, Deus não tem; quer dizer, você tem uma capacidade a mais do que Deus? Olha só que coisas agora que você descobre. Eu tenho a capacidade de morrer a qualquer hora, e Deus não tem esta capacidade porquê Ele é imortal. Agora, imagine quando o Filho de Deus estava naquela hora tremenda, sabendo que a morte se aproximava, e teve ainda aquela oportunidade de fazer uma conferência com o Pai, e dizer “se possível, passa de mim este cálice”, hã? A morte estava rondando, “mas, todavia, não a minha vontade, mas a Tua”, veja.

36.       Deus não tem a capacidade de morrer, por isso Ele é imortal. Assim, se alguém fosse lhe dizer que Deus, realmente, morreu, se você vê alguém dizendo que Deus morreu, veja... E às vezes ainda citamos “Deus morreu na cruz para pagar meus pecados”, precisamos concertar isto: Jesus morreu na cruz, e aquele sangue derramado era o sangue de Deus, porque foi Deus que criou no ventre de Maria a célula sanguínea sem nenhuma concepção com o homem. O irmão Branham pregou isto quando ele pregou a mensagem “Divindade” (eu não lembro o parágrafo agora), mas ele disse nisso eu creio, Deus criou no ventre de Maria a célula sanguínea, e ali multiplicou células após células e dali nasceu o corpo do Filho de Deus, e naquele corpo Deus habitou e o deixou no jardim do Getsêmani para ele morrer no Calvário”. Esta era a crença, a doutrina do profeta de Deus.

37. Então, o professor Lee Vayle nos mostra agora isto aqui, olhe: Então se alguém fosse dizer que Deus na verdade morreu... (olha) ... e que depois ressuscitou novamente, (se você dizer “aquele foi Deus quem morreu e subiu de novo) você na verdade está em um sério caminho porque Deus não tem sido criado – Ele é eterno – o que significa que Ele não tem fim e nem princípio, e que, em si mesmo, é tão bem distante da compreensão humana, que no momento em que você tentar compreender isto ou trabalhar sobre isto, você se torna perdido num mar de gnosticismo ou agnosticismo ou na verdade ateísmo.” §3 -  que foram as doutrinas combatidas por Irineu, lá no primeiro século, segundo século por aí (hã?) Primeiro século, segundo século (na entrada ali), porque ele era discípulo de Policarpo, Policarpo de João, João andou com Jesus.

38.       Então, foram as doutrinas, ou os ismos, que entraram naquela época e que foram combatidas por João, por isso que ele chamou de espírito do anti-Cristo que disse que Jesus não veio em carne; você já leu a carta de João, e leia outra vez que você vai ver que o problema foram estas doutrinas erradas que se entrou a respeito de Deus, de Jesus e tudo.

39.       O professor Lee Vayle disse: “se você continuar pensando assim, você se perde em um mar de guinosticismo e aguinosticismo, e realmente dali você, realmente, chega ao ateísmo”. Então veja que começou crendo que Deus é três, depois disse que é dois depois disse que é um só como o dedo, daqui a pouco não crê mais em nada, vira ateu e daí por diante, porque o caminho é este, é o mesmo espírito, nos três, nos dois, tudo! Porque não consegue entender a mente de Deus, não consegue entender qual é a diferença de Pai e Filho, como foi que Deus gerou a Jesus o Seu Filho (veja), e habitou naquele corpo, por isso que não podem ser duas pessoas, Deus não é uma pessoa, Deus é Espírito, a pessoa de Deus é o Seu Filho, Jesus Cristo, o qual Deus habita em plenitude... Habitou em plenitude. Vêem. Então, não tem o profeta para revelar, fica perdido na doutrina.

40.       Então, veja: “você se torna perdido num mar de gnosticismo ou agnosticismo ou na verdade ateísmo. Você simplesmente não pode lidar com isto”. E daí a pouco fica se perguntando “bem, de onde veio Deus? O que é Deus”. Um diz “Deus é pensamento”, outro diz “Deus é uma força invisível”, e entra para o esoterismo, e dali por diante é inferno o final, não tem jeito! Entendem?
Bem, Você simplesmente não pode lidar com isto. Isso é como dizer: “Bem, de onde Deus veio?”.
“Bem, Ele sempre foi”.
“O que isto quer dizer?”.
Bem, a próxima coisa você diz: “Bem, estou realmente aqui?”.

Bem, eu não sei. Eu estou olhando para algumas pessoas, e eu não sei se elas estão aqui ou não. Na verdade eu me pergunto se eu mesmo estou aqui à metade do tempo. Você fica perdido em uma névoa de confusão impossível de se escapar. É como o coelho e o bebê no piche: quanto mais ele tentava escapar, mais ele ficava enlaçado. Você tem que chegar ao ponto aonde Paulo chegou quando ele disse que qualquer um que crê em Deus, qualquer um que tem qualquer esperança de saber qualquer coisa sobre Deus, ou que vem a Deus, crendo que há um Deus, deve crer que Ele existe e que Ele é um galardoador daqueles que diligentemente O buscam. §4 [Ele está se referindo ao que Paulo escreveu em Hebreus onze.]

Bem, a parte “buscar diligentemente” é tirada daí, mas a outra parte “ele deve crer que Ele existe”, e é claro que quando você toca nisso você vai para o complexo-Jeová onde Jeová é o “Auto-Existente” – o Grande “Eu Sou”. §5

41.       Jesus podia dizer “antes que Abraão existisse, Eu Sou”, mas, o Pai que O Gerou é o Grande Eu Sou. Sempre a Bíblia mostra uma diferença. Então você chega a Deus, e o que é Deus? Ele vem de El, Elah, Elohim, o Criador de todas as coisas, Aquele que primeiro criou (gerou) o Seu Filho, é como se Deus houvesse dado à luz. Por isso (preste atenção nestas palavras); por isso Ele é chamado El Shaday: Aquele que tem seios, porque em Deus estava ser pai, em Deus estava ser mãe, em Deus estava ser Filho (vêem), e aí por isso que Ele pôde, todas as coisas saiu Dele, o Alto Existente de Si mesmo, ele não tem por quem jurar, então Ele jura por si mesmo; este é Deus. Este é Deus. Este que eu estou falando é Aquele de quem Jesus disse “Ele me enviou, e eu O manifesto entre os homens, eu manifesto o nome Dele entre os homens”, que não foi este Jesus que significa Jeová é salvação. Amém. Vêem?

42.       Bem, estas foram às palavras, é... Estas últimas palavras que eu li a pouco tempo antes de fazer este comentário foi do professor Lee Vayle. Agora vamos ver se bate com aquilo que ensinou o homem que ele tem como profeta...  “Hebreus Capítulo Sete – Parte Dois” (estamos lendo agora a mensagem de William Branham), parágrafo trinta e dois:
No capítulo sete do livro de Hebreus, nós encontramos este grande personagem. Quem pode me dizer qual era o seu nome?” Então, vamos lá em Hebreus sete porque aí ele está fazendo uma pergunta e eu estou repetindo esta pergunta dele para você, e você tem que saber de quem ele está falando. Então, é... Hebreus 7 (está antes da epístola de Tiago e depois das cartas a Timóteo, Tito, aí Filemom, são cartas pequenas, você já chega em Hebreus). Hebreus capítulo sete (está aqui):    
O sacerdócio de Melquisedeque era figura do sacerdócio eterno de Cristo... (aí Paulo começa)...    Porque este Melquisedeque, que era Rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo...

43.  Veja como a bíblia ficou escrita: sacerdote do Deus altíssimo, como se Melquisedeque fosse um homem na terra, um sacerdote que Deus o comissionou para ser um sacerdote, para ser um homem que pregasse, que orientasse as pessoas, não é? Se você ficar... Se você ler este versículo e quiser entender assim, entenda, mas vamos em frente.        
... Este Melquisedeque, que era Rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão, quando ele regressava da matança dos reis e o abençoou; A quem também Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação... (veja, é por interpretação)... Rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é Rei de paz;

44.       Agora veja o versículo três falando do mesmo personagem:
            Sem pai, sem mãe... Não quer dizer que Ele era órfão, não, Ele... Não é que o pai dele morreu. Eu hoje já não tenho pai porque meu pai faleceu, mas eu tive um pai terreno, têm filhos que não chegaram a conhecer o pai, e às vezes o pai está até vivo, mas ele não sabe nem quem é seu pai. Mas, este personagem, Ele nunca teve pai:    
Sem pai, sem mãe, sem genealogia...       Não diz assim “Ele descendeu de fulano, de cicrano”, não existe isto.       
Sem pai, sem mãe, sem genealogia... (veja)... Não tendo princípio...Vê agora, porque não era um ser humano?
... Não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre.

45.       Agora, interessante que este ser sem pai, sem mãe, sem genealogia, sem princípio de vida, sem fim de vida, Ele se fez semelhante ao Filho. Meu Deus do céu! Isto é muita coisa pra mentes tão pequenas como a nossa, não é verdade? Vêem (vocês me controlem no tempo aí, não sei quanto tempo eu tenho).

46.       Bem, agora eu posso voltar para a mensagem do irmão Branham “Hebreus Sete – Parte Dois” parágrafo trinta e dois, ele está estudando este caso com a sua igreja, que é o que continua sendo feito agora.
“No capítulo sete do livro de Hebreus, nós encontramos este grande personagem. Quem pode me dizer qual era o seu nome?” Vamos repetir: MELQUISEDEQUE [a congregação repete]. Esquisito o nome, significa Rei de paz, Rei de justiça, Rei de Salém, que é... Salém era um antigo nome, ou um sufixo, ou um prefixo (não sei como chamam) de Jerusalém. Você sabe por quê é o lugar que mais tem guerra que há, mais coisas lá? Porque sempre o Rei de paz foi rejeitado. Eles rejeitaram o Rei da paz, por isso que eles vivem constantemente em guerra... É outro assunto já, que não é pra agora, não é para este assunto aqui.

47.       Mas Melquisedeque, você já encontra aqui, Paulo dá a interpretação: Rei de paz, Rei de justiça, e toda... [um irmão entrega um bilhete para o pastor]... Sete minutos, vocês perderam a cabeça?! Não é possível! Eu comecei agora! Tenham paciência!

48.       Bem, agora: “... quem era Este Melquisedeque?” William Branham pergunta:
“Quem era Este Melquisedeque? Ele era o sacerdote do Deus Altíssimo, Ele era o Rei de Salém...” Veja, ele está repetindo as palavras de Paulo, porque você não tem outras palavras, não existe uma nova revelação. A mensagem veio para nos levar de volta para as escrituras.
“... Ele era o Rei de Salém, que era o Rei de Jerusalém. Ele não teve pai, nem mãe, Ele não teve tempo... (veja)... Ele não teve tempo em que Ele alguma vez nasceu...” Então não me diga que era Jesus, porque Jesus nasceu.
“... Ele não teve tempo que alguma vez nasceu, nem nunca Ele terá um tempo que Ele morrerá”. E Jesus nasceu e morreu. Precisávamos aprender isto, não precisávamos? Agora você sabe quanto tempo tem esta literatura em nosso país, traduzida já? Agora, estão pregando isto pras pessoas? Talvez não chegou o tempo, chegou o nosso então nós não podemos perder a oportunidade.
             “... Ele não teve tempo em que Ele alguma vez nasceu, nem nunca Ele terá um tempo em que Ele morrerá. Agora, nós descobrimos que isso tem que ser eterno. E este Melquisedeque... (parágrafo trinta e cinco; eu li o trinta e dois agora é o trinta e cinco )
... E este Melquisedeque não era Jesus”, daí eu tirei o título para Deidade dezessete; dezessete é o número da série que estamos tratando, do um estamos já no dezessete ou no décimo sétimo (como você queira chamar).
E este Melquisedeque não era Jesus, pois Ele era Deus”.

49 - Então se você trocar isto aqui a miúdos, se Melquisedeque não era Jesus (porque Melquisedeque era Deus), então, eu devo ter assustado alguém quando eu fiz aquela citação (quando eu preguei Deidade quinze): Jesus não é Deus no termo que querem que Ele seja, como se Ele fosse o próprio Pai. Está aqui a prova
“Este Melquisedeque não era Jesus, pois Ele era Deus. E o que fazia Jesus e Deus diferente? Jesus era o tabernáculo no qual Deus habitou. Vê? Agora Melquisedeque... Jesus teve tanto pai como mãe, e este homem nunca teve pai nem mãe. Jesus teve um princípio de vida e Ele teve um fim de vida, este homem não teve pai nem mãe, nem princípio de dias ou fim de vida, mas Ele era a mesma pessoa... (e ele termina)... Melquisedeque e Jesus eram um”, vim de Deus, volto para Deus.

50.       “Senhor, mostra-me o Pai e isto basta”, “estou a tanto tempo convosco, o Pai está em mim”. Vêem? “O Pai está em mim, não crê você que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo de mim mesmo”, são as palavras de Jesus: “o Pai que está em mim”, ou “Aquele que foi chamado Melquisedeque, quando naquela teofania se apresentou para Abraão em um corpo de carne (vêem), o Pai que apresentou-se para Abraão e foi chamado de Melquisedeque, Ele está habitando em mim, desde o Jordão, em plenitude, e é quem faz as obras”. Mais claro do que isto só se rachar a cabeça das pessoas com serrote cego pra ver se coloca lá dentro já. Não é? aí não tem jeito. (Palavra incompreensível. Ed.)

51.       Bem, (continuando a leitura do sermão)
“Mas Jesus era um corpo terreno, nascido e formado segundo o pecado... (porque Ele se fez pecado por nós)
... o próprio corpo de Deus, Seu próprio Filho nascido e formado segundo o pecado para poder tomar o ferrão da morte para pagar o preço e receber filhos e filhas a Si mesmo. Você entende isto?” Amém!
Esta é a razão pela qual Ele teve... Ele teve um princípio e Ele teve um fim”.
 “mas este corpo perfeito... (parágrafo trinta e seis, “Quem é Este Melquisedeque”)... Este corpo perfeito, em comemoração como um penhor de nossa ressurreição, Deus não permitiria que aquele corpo santo visse corrupção porque Ele mesmo O criou”, por isso que é sangue de Deus que foi vertido no Calvário, não é sangue de Maria porque Jesus não tinha sangue de Maria. Não é sangue de José porque Maria não coabitou com José. Não é sangue de Maria porque você não herda... Você não é gerado pelo sangue de sua mãe, é pelo sangue... A célula sanguínea, o germe de vida vem do pai e não da mãe. Veja, a mãe apenas fornece o óvulo que se torna carne, o corpo, as células se multiplicam. Mas não foi assim com Jesus, Deus não usou o óvulo de Maria, Ele criou no ventre de Maria aquele óvulo Santo.

52.       Por isso que Ele poderia ser totalmente Deus. Parte de Deus, você sabe o que é isto? O que é totalmente Deus? Por que Jesus era Deus? Por que Jesus era totalmente Deus? Isto aqui olha, isto que eu vou derramar agora aqui em baixo, olha [o pastor derrama um pouco da água do copo no chão], foi isto que aconteceu, Deus condescendendo, Deus descendo, se humilhando, se derramou aqui na terra.
53.       A aguinha que caiu aí saiu desta. O que é isto aqui? Examine, coloque os homens para examinar e eles vão dar o resultado final desta aqui (tirando o cloro, não é, que foi colocado), mas examinando isto aqui, H2O. Não é isso? H2O é o quê? Duas partes de... Vocês que são os cientistas; duas de nitrogênio... Hidrogênio e uma de oxigênio. Então, H2O é a composição da água.

[Nota - Água = H2O - Na forma básica a água consiste de uma molécula com um átomo de oxigênio e dois de hidrogênios, unidos por elétrons. Forma de molécula polar, o que significa ser carregada de maneira positiva junto aos átomos. As moléculas são atraídas por causa da polaridade e forma de ligar de hidrogênio, razão por trás de propriedades especiais, tais como o fato de que é mais densa no estado líquido do que no sólido.]

54.       Examine a outra que está lá em baixo, é diferente? É H2O, exatamente, gente! Por isso que Jesus não tinha nada de Maria nem nada de José. Maria era uma pecadora tal como eu me perdoe, me desculpem os amigos católicos. Mas, você aprendeu que Maria é concebida sem pecado, isso é uma verdadeira heresia contra as escrituras. Ela era tão pecadora como nós. E assim como ela foi saudada pelo anjo, dizendo “salve a bem-aventurada”, isto não quer dizer que ela é melhor do que qualquer um de nós porquê nós também somos chamados de bem-aventurados. Jesus disse “bem-aventurado os pobres de espírito, bem-aventurado os mansos, bem-aventurados os falsificadores, bem-aventurados sois vós quando vos injuriares por minha causa”.

55.       Qual é a diferença de você para Maria? Ela se dispôs na mão de Deus e disse “aqui está a serva do Senhor”, e cada homem, e cada mulher que fazer... Que fizer o mesmo que Maria fez é tão bem-aventurado quanto ela. Por isso que quando o Diabo tentou colocar a doutrina da mariolatria com Jesus vivo, depois que Jesus pregou um belo sermão, pregou uma mensagem poderosa alguém gritou “bem-aventurado os peitos que te amamentaram”, eu imagino a careta que Jesus fez. “Oh, está falando da minha mãe”, né? Ele disse... Ele gritou de lá e recalcou na hora “antes, bem-aventurado quem ouve minha palavra e as cumpre”. Amém [a congregação diz: Amém.]. Para cortar na hora esta doutrina.

56.       Então o Diabo teve ainda uma boa paciência, que esperou Jesus morrer, ressuscitar, o Espírito Santo vir, os apóstolos cumprir os ministérios deles, aí depois na era das trevas (ou na entrada da era das trevas), na terceira era da igreja, no século terceiro, lá pra frente já, ele entrou com a doutrina da mãe acima do Filho e ela se tornou medianeira no lugar de Jesus. “Maria, rogai por nós na hora da morte”, e tal e tal. Eles não imaginam o pecado que cometem!

57.       O profeta, naquele tempo em que o povo estava com medo do... Daqueles três ismos, como é que chama? O fascismo, nazismo e o comunismo, e as pessoas estavam naquele medo terrível porque estava no auge, não é? Os comunistas, e ali estava o profeta de Deus dizendo “não tema o comunismo, não tenha medo do comunismo, tenha medo do catolicismo”. Isto ele pregou abertamente, ele não morreu por isto, não foi preso por isto. Porque, pra começar, a besta já tinha sido ferida de morte há muito tempo, no tempo da mensagem de Lutero. (?)

58.       Bem, vamos concluir isto aqui para irmos embora. Eu estava no parágrafo 36 da mensagem “Hebreus Capítulo Sete – Parte Dois”:
Este corpo perfeito em comemoração como um como penhor de nossa redenção, Deus não permitiria que aquele corpo Santo visse corrupção, porque Ele mesmo o criou e o deu à luz”.

59.       Então, se eu pregar uma mensagem com este título “Deus dando à luz” seria bom (sabe), tem pessoas que precisam ser chocadas mesmo. Deus em trabalho de parto seria um título que... Olha, se colocar um Cd desse na Internet, lá no site da mensagem e deixar lá todo mundo tonto, porque foi isto que aconteceu.

60. A Terra está em trabalho de parto, ela geme com dores de parto, a natureza geme com dores de parto.
            Deus... Porque Ele mesmo criou. Deus não permitiria que aquele corpo Santo visse corrupção porque Ele mesmo o criou, e o deu à luz e o ressuscitou e o colocou a Sua destra”.
Tudo Deus quem fez. Por isso que Ele podia dizer “olha, Eu fiz tudo, Eu faço tudo, mas Eu estou dando todo o poder para Meu Filho e vocês têm que se dobrar diante Dele porquê Ele morreu por você”. Aí Jesus disse: “Todo poder me é dado nos céus e na terra. Só Aquele que me sujeitou todas as coisas, eu não posso colocá-Lo sob meus pés, eu estou sujeito a Ele”. Ele falou isto através do apóstolo São Paulo.

61.       Bem:
“... o criou, o deu à luz e o ressuscitou e o colocou a Sua destra. E hoje, o Espírito Santo que ressuscitou aquele corpo”, vêem, por isso que Paulo disse “Deus ressuscitou a Jesus dos mortos...”.
“... o Espírito Santo que ressuscitou aquele corpo está aqui na igreja, bendito seja o Seu Santo nome para sempre. E está manifestando os mesmos milagres com o mesmo poder”. Amém. Continua transformando vidas, continua dando libertação, e continua nos colocando debaixo da Sua mão de misericórdia. Amém. [a congregação diz: Amém.].

62.       Vamos nos colocar de pé, meus amigos. Deus vos abençoe, Deus vos guarde. Não tem como fecharmos um assunto porque ele prossegue... Ele prossegue. É apenas para darmos continuidade a estes pontos doutrinários da mensagem que Deus tem nos enviado nestes últimos dias. Deus vos abençoe.

63.       Senhor, nosso Deus. Nós te agradecemos, Pai, por estas coisas. Sabemos que elas são verdade. E sabemos que por serem mistérios durante tanto tempo, deixaram a humanidade com um nó na cabeça, sem entenderem estas coisas. E daí saiu tantas crenças, tantas doutrinas erradas a respeito do Senhor, a respeito do Deus que nos amou, a ponto de tirar de Si mesmo aquela parte e nos mandar como presente. O maior presente que o mundo já recebeu quando Teu Filho se encarnou e veio aqui para morrer em propiciação por nossos pecados. Tendo o Senhor morando Nele durante três anos e meio para cumpri aquela etapa, aquele ministério, porque o Senhor queria estar cara a cara com a Sua própria criação.

64.       Pai Bendito, isto é tremendo demais para a minha mente tão pequena, isto é grande demais para o meu cérebro de animal, mesmo sendo eu um animal racional. Peço-te, nesse nome tão precioso, através do qual o Senhor se manifestou aqui na terra, o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, nosso Salvador, que o Senhor tenha a cada dia, misericórdia de nós e nos esclareça a cada dia a Tua verdade. Foi o Senhor quem disse “quem Nele crê não será confundido”.

65.       Nós não estamos confundidos, estamos buscando tudo aquilo que o Senhor tem pra nós. E temos recebido isto por Tua graça e por Tua misericórdia. Nos ajuda, e nos ajuda a ajudar as outras pessoas a esclarecê-las, a entregar para elas o recado que o Senhor tem nos enviado, por Aquele que viria chamar a Rebeca do dia a encontrar com Isaque, o Esposo.

66.       No nome de Jesus Cristo, nós oramos e Te pedimos, Pai, que o Senhor nos abençoe, nos dê uma semana abençoada, que o Senhor tire de nós toda enfermidade. Que o senhor nos ajude, que o senhor cuide de nossos lares, de nossos familiares, de nossas almas. E que se tivermos um amanhã, que possamos voltar aqui no próximo culto, e estarmos na Tua presença aprendendo outra vez do Senhor. Neste nome precioso, nós Te pedimos. No nome de Jesus Cristo. Amém, Senhor. Amém.

Deidade parte 17 - “Melquisedeque Não Era Jesus”
22 de agosto de 2004 - Francisco Morato – SP.
Por D. Rosendo




(Digitação: Simone Helena)
Revisão em Abril de 2017 –por D.Rosendo





Nenhum comentário:

Postar um comentário