domingo, 5 de abril de 2015

deidade12

A Criação do Logos 
Deidade parte 12




A Criação do Logos
Deidade parte 12

Mensagem Pregada No Tabernáculo Branham - Franca – SP.
Em 25.07.2004

Irmão Rosendo

01-      Deus poderoso, nesta manhã Pai, estamos na Tua casa agradecidos a Ti pela noite que temos passado, pela alegria que o Senhor tem depositado em nossas vidas; pela felicidade que temos de ter o Senhor dentro de nós. Nós não somos dignos nem de estar neste lugar, de estar num lugar como esse; nós nos sentimos tão pequenos, tão baixos, mas Um que é digno tomou o nosso lugar, nos comprou de volta, nos lavou, nos purificou, nos redimiu. E nós agora podemos chegar com confiança perante o Trono da Graça a fim de alcançar misericórdia em tempo oportuno.

02-      E por termos tido, Pai, esta ousadia de penetrar no Santuário, oh! Deus, para olhar através do véu, por trás do véu que estava ali, que o Senhor deixou a disposição para que pudéssemos ver. Que neste dia, que neste momento, mais uma vez os portais da eternidade sejam abertos diante de nós; porque desde que os Selos foram revelados, foram abertos, o Céu tem se manifestado aqui na terra de uma maneira como nunca tinha acontecido; de uma forma especial. Quando o Senhor esteve aqui na terra as pessoas teriam que olhar para o Senhor para ver o Céu; ali estava o Rei encarnado, num corpo de carne.

03-      Mas agora, Senhor, nestes últimos dias nós podemos ter a compreenção completa do que aquilo significava. Por isso que Teu servo profeta disse “se antes da fundação do mundo o Senhor tivesse mostrado Seu plano aqui na terra e perguntado ‘William Branham, em que Era você quer ir a terra?’ Eu diria: ‘Senhor, me deixe para esta última Era!’, porque é a Era mais sobre-saliente”.

04-      Nos faz ver isto, Pai. Nós amamos a Tua Palavra de todo coração. E estamos satisfeitos com o maná que o Senhor tem nos enviado. Não estamos aqui para murmurar contra o profeta, contra a Palavra que o profeta trouxe; estamos aqui, oh! Deus, para ouvir aquilo que este ministério profético (que é o próprio Senhor usando corpos mortais aqui na terra), disse desde quando esteve no corpo de Moisés, quando o povo perguntou: “o que é isto, esta coisa redonda e miúda?”, Moisés respondeu: “isto é o pão que o Senhor tem enviado para vocês comerem”.

05-      Então, Pai, que possamos nos alimentar deste pão espiritual, a Tua Palavra viva, a única que permanece para sempre. E que mais uma vez possamos ser abençoados com a Tua Presença. No nome de Jesus Cristo nós te pedimos. Amém, Jesus. Amém.

06-      Bom dia. Vamos nos colocar de pé e vamos ler as escrituras, meus amados! Primeira carta de João... Primeira carta de João capítulo 4... Capítulo 4. Vamos ler a partir do versículo 9:
Nisto se manifesta a caridade de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. 10 Nisto está o amor, ... (ou a caridade)...  Não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. 11 Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros. 12 Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor. 13 Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. 14 E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo. 15 Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus. Podeis vos assentar.

07-      O pensamento religioso a respeito de Deus, a respeito de Jesus Cristo, foi destorcido desde o primeiro século da Era cristã. Ali estava sendo formado (ou formada) a base para a construção da casa espiritual de Deus aqui na terra, o Seu tabernáculo ou Seu Corpo Místico: A Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.

08-      E Satanás - ele sabendo o que Deus estava realizando aqui na terra através da Palavra manifesta, ele sabia que teria que começar desde lá a injetar no meio do povo de Deus doutrinas erradas distorcendo aquilo que era original. E durante todas as eras da Igreja, Deus levantou homens que vieram levantando aos poucos movimentos de reformas; mas somente no final de tudo é que viria a restauração de todas as coisas. E nesta restauração a Igreja seria levada, não para uma nova doutrina; seria levada de volta para a doutrina original apostólica e profética.

09-      Deus desde o princípio, Ele se manifestou em Seus enviados, em Seus profetas, revelando para o Seu povo Seu plano, a Sua Palavra, e aquilo que Ele tinha planejado em Sua própria mente quando Ele teve aquele consenso, aquela grande conferência consigo mesmo, antes da fundação do mundo.

10-      E quando houve aquela manifestação ou a encarnação do Verbo, o diabo mostrou aquela preocupação que ele teve desde quando Deus colocou o Seu primeiro homem aqui na terra. O diabo que tinha sido destronado deste reino, que tinha sido expulso do seu Éden aqui na terra; e Deus fez o Éden para Adão. O diabo então procurou destronar esse deus, que Deus o Criador, colocou na terra para governá-la.

11-      E quando foi manifesto aquele nosso primeiro pai (Adão), e dali nasceram os filhos, você veja que o diabo então procurou matar a Abel. Porque a semente de Deus (Abel era uma semente predestinada), e o diabo procurou matar aquela semente porque ele sabia que havia uma promessa de uma manifestação da Divindade aqui na terra. E ele então procurou perseguir, cada vez que Deus estabelecia o Seu conserto, e cada vez que Ele relembrava ou dava a promessa do filho prometido, o diabo procurou perseguir esta semente. E aí você encontra no caso de Jacó, no caso de todos aqueles homens que Deus enviou.

12-      E quando chegou a plenitude dos tempos e o Verbo se fez carne, o diabo então procurou destruí-lo colocando dúvida e dizendo: “se Tu és o Filho de Deus...”. Veja que o diabo não estava dizendo: “será que Tu és Deus mesmo aqui na terra?”; não, o diabo dizia assim: “se Tu és o Filho de Deus, faz isso, faz aquilo; se Tu és o Filho de Deus, faz mais aquilo...”. Mas os demônios quando estavam manifestos e se aproximavam, diziam exatamente quem Jesus era; “Tu és o Cristo, o Filho de Deus; que temos nós contigo Jesus, Filho do Deus vivo?”.

13-      Quando os Apóstolos receberam a revelação de quem era a pessoa de Jesus Cristo e estabeleceram ali a Doutrina Apostólica no primeiro século, e depois de sua partida, então o diabo começou agora a desvirtuar aquela doutrina, uns dizendo que Jesus não era Deus, outros dizendo que Jesus era apenas um homem, um homem especial, um profeta como os demais... Paulo, que tinha conhecimento das manifestações de Deus no Antigo Testamento, ele não poderia chamar ninguém de “Senhor”, porque somente a Deus poderia ser chamado de Senhor, ou Elohim; mas quando ele encontrou com o Pilar de Fogo, no caminho de Damasco, e aquela voz disse: “Saulo, por quê me persegues?”, e ele disse: “quem és Tu, Senhor?”. Do jeito que Moisés perguntou quando se encontrou com o Pilar de Fogo na sarça ardente. Ele sabia que era aquela manifestação, mas ele queria saber se era a mesma; como ela se identificaria para ele. E a identificação que lá no Antigo Testamento disse para Moisés: “Eu Sou”, agora disse para ele: “Eu Sou Jesus... Eu Sou Jesus”.

14-      Paulo escreveu o livro Aos Hebreus, e ele começa, no seu capítulo primeiro, versículo primeiro: Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, Porque às vezes era num vento, às vezes era através de um redemoinho, outras vezes era num silêncio, bem tranqüilo, numa brisa suave, (outras vezes era num fogo)... Então ele disse:
Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho,

15-      O irmão Branham pregou uma série de mensagens sobre o livro de Hebreus; e ele diz no livro... No capítulo Um desta série, ele diz: “Ali Paulo estava separando Jesus dos profetas...”, ele estava fazendo uma separação entre Jesus e os profetas; precisava-se fazer esta separação porquê Jesus era O Profeta. Mas era um profeta especial, enquanto os outros manifestaram parte da Palavra, Jesus era a própria Palavra manifesta em carne! E precisava haver esta separação.
(Nota: esta última frase em negrito, pode ser muito mal interpretada, pois a forma correta de se entender isto é que: Deus que é a Palavra estava encarnado em Seu Filho. Ed.)

16-      Você encontra os Apóstolos (o apóstolo João, e todos eles; Judas), em todo Novo Testamento as cartas de Paulo falando a respeito desta manifestação da Divindade na terra, e sempre era chamando O FILHO DE DEUS... Quando estamos pregando sobre isto, nós estamos combatendo a doutrina Trinitária, nós estamos combatendo os Unicistas, e colocando em nossos próprios corações qual é a Revelação da pessoa de Jesus Cristo, a revelação que veio a Pedro, e Jesus disse: “não foi a carne e o sangue que te revelou, mas o Pai que está no céu”.

17-      Esta revelação que os Apóstolos tiveram, que os primeiros pais da Igreja combateram as heresias, contra quem falava isto, é... Contra a doutrina apostólica; e William Branham veio pregando a mesma coisa que defendeu Irineu e os Apóstolos, como já falamos no culto anterior... [Ver o sermão: A Doutrina do Profeta]

18-      Mas nós queremos neste instante entrar um pouquinho aqui em alguns versículos das Escrituras e em algumas partes aqui da mensagem. E eu quero começar com a mensagem “Os Dons de Deus Sempre Encontram Seus Lugares”, a partir do parágrafo 25 onde o irmão Branham está orando com a igreja:
Pai Celestial, neste grande momento sagrado, quando nós passamos das diferentes coisas nas escrituras aqui; que em toda parte que vamos de volta ao Velho Testamento fala do dia quando Deus enviaria Seu Filho. Como aqueles profetas ali no passado dedicaram seus tempos para profecias da Palavra de Deus que vinha a eles; e eles profetizaram nos seus dias e prediziam as coisas que iriam acontecer, e nós vimos tudo isto confirmar-se ali em Belém naquela noite, quando Deus amou o mundo de tal modo que Ele deu o Seu Filho unigênito. Nós Te agradecemos por isto...”.

19-      O irmão Branham, ele nunca se envergonhou de falar exatamente estas Palavras: “Jesus, Deus feito carne; Jesus, o Filho de Deus”; e hoje, muitas vezes para não falarmos como os Trinitários, muitos irmãos, eles se escusam de citar estes versículos das Escrituras tão defendidos pelo profeta; por quê? Por causa de um pensamento Unicista que estabeleceu no meio de muitas igrejas, no meio de muitas pregações! E disto às pessoas não são culpadas, os pregadores talvez também não sejam culpados, apenas precisava-se com o tempo podermos entender mais um pouquinho daquilo que o profeta veio revelar.

20-      Porque achamos às vezes que sabemos de tudo; e amanhã, ou depois, quando o vosso pastor pregar um assunto que vocês nunca ouviram, vocês poderão saber de uma coisa, aquilo estará na mensagem e vocês tomarão conhecimento daquilo e depois dirão: “onde eu estava que não vi tal coisa?”. Do mesmo jeito quando o batismo foi apresentado para vocês...

21-      Mensagem “Unidade” parágrafo 147: “Observem: mas agora nisto Jesus veio e Ele era Deus. Não somente a vida de outro homem, mas a própria Vida de Deus, fazendo Dele um Filho de Deus, colocando-O de volta na mesma união que ele tinha antes da queda... (o homem; colocando o homem de volta na posição que ele tinha)...”.
Agora estamos obtendo a verdadeira Unidade; as pessoas... Alguém me disse: ‘irmão Branham, não é você unicista?’; Não, não; não à organização unicista... Eu sou unicista em Cristo não como a organização unicista que diz que é ‘só Jesus’; não! Ele pagou a dívida do pecado; agora em ordem para obter a unidade entre Deus e o homem, Jesus não poderia ter feito isto, contanto que Ele estivesse aqui em um corpo de carne...”.

22-      Quando Jesus começou a existir? Ele não poderia efetuar a Redenção a menos que Ele estivesse aqui na terra em um corpo de carne... E antes de se encarnar como Ele era? Era um corpo teofanico (ou espiritual) e era o corpo de Deus; porque Deus, para começar a criar as coisas, Ele precisou de um corpo; Ele começou a criar primeiro o Logos, que saiu de Deus. E o profeta está dizendo aqui:
Jesus não poderia ter feito isto, contanto que Ele estivesse aqui em um corpo de carne. Então Ele tinha que se tornar a oferta do pecado completa para tirar a culpa do crente. Vêem. Tirar isto para que então o Espírito Santo pudesse entrar no homem e fazer o homem e Deus unidos outra vez...”.
23-      Naquele corpo de carne, Deus em Cristo; ali Ele estava reconciliando o mundo, ou o homem com Deus. Por isso que Ele era totalmente homem e totalmente Deus. “... Agora o que poderia restabelecer quando o mandamento de Deus é cumprido? Poderia um anjo cumprir isto? Não pode, ele não tem sangue. Poderia Deus ter cumprido aquilo? Não, Deus não tinha sangue! Então alguma coisa foi feita...”.

24-      Agora nós simplificamos... Nós simplificamos. Temos... O próprio irmão Branham, ele simplificou tanto a respeito da Deidade para que pudéssemos entendê-la que muitos pegaram esta simplicidade e levaram para uma doutrina unicista dizendo que é “só Jesus”. E ele deixou isto bem claro que ele não tinha essa doutrina ou pensamento unicista... Ele (como já falamos), a crença dele a respeito disto, ele deixou bem claro em todas as suas mensagens.

25-      Então vamos aqui um pouquinho nas escrituras, no livro de Provérbios capítulo 30... Provérbios capítulo 30 e o versículo 1 a seguir:
Palavras de Agur, filho de Jaque, o oráculo... (não era qualquer pessoa que estava falando aqui, era o oráculo) ...
Disse este varão a Itiel; a Itiel e a Ucal:  Na verdade que eu sou mais bruto do que ninguém; não tenho o entendimento do homem. Nem aprendi a sabedoria nem tenho o entendimento do Santo (veja bem isto aqui). Quem subiu ao céu e desceu?

26-      Você já está lembrando de João 3 versículo 13ninguém subiu ao céu a não ser Aquele que do céu desceu, o Filho do homem que está no céu”, no tempo presente; estava falando com Nicodemos e dizendo “o Filho do homem que está no céu”. Porque às vezes nós pegamos uma parte e colocamos um ponto final naquilo sendo que aquilo tem um procedimento. “O Filho do homem que está no Céu”; veja!

27-      O que é o Céu? Onde está o Céu? A que distância está o Céu? É tão longe que muitos não conseguirão alcançá-lo; é tão perto que num abrir e fechar de olhos você já está lá! (A congregação de: Amém.) É questão de dimensão, é questão de velocidade; é como aqui, enquanto estamos falando entre nós passam vozes e imagens, passam tantas emissoras de rádio, de TV; passa por aqui em velocidade diferente, uma não atrapalha a outra... Uma não atrapalha a outra...Mas:

          Nem aprendi a sabedoria, nem tenho o conhecimento do Santo.
          Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas na sua roupa? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? (Será que alguém pode responder quem é este?) Qual é o Seu nome, e qual é o nome de Seu Filho, se é que o sabes?

28-      Provérbios capítulo 30, versículo 1 ao 4... Qual é o nome deste que encerra os ventos em seus punhos, amarra a água em suas vestes... Qual é Seu nome e qual o nome de Seu Filho?”. Meus amigos, o nome de Deus, ele nunca foi pronunciado por um ser mortal. As próprias palavras que mostravam algo sobre Deus, no Antigo Testamento, elas eram impronunciáveis... Eles tiveram que colocar mais duas letras ali para poder pronunciar. YHVH, ou algo assim parecido.

29 - (NOTA: Tetragrama (do grego antigo τετραγράμματον, "quatro letras") é uma palavra, nome ou símbolo formado por quatro letras. Geralmente é associado ao Tetragrama YHVH, também chamado de "Tetragrama Sagrado". O Tetragrama YHVH (יהוה), refere-se ao nome do Deus de Israel em forma escrita já transliterada e, pois, latinizada, como de uso corrente na maioria das culturas atuais. Originariamente, em aramaico e hebraico, era escrito e lido horizontalmente, da direita para esquerda יהוה; ou seja, HVHY. Formado por quatro consoantes hebraicas — Yud י Hêi ה Vav ו Hêi ה ou יהוה, o Tetragrama YHVH tem sido latinizado para JHVH já por muitos séculos. O Tetragrama aparece mais de 6.800 vezes — sozinho ou em conjunção com outro "nome" — no texto hebraico do Antigo Testamento, a indicar, pois, tratar-se de nome muito conhecido e que dispensava a presença de sinais vocálicos auxiliares (as vogais intercalares). Os nomes YaHVeH (vertido em português para Javé), ou YeHoVaH (vertido em português para Jeová), são transliterações possíveis nas línguas portuguesas e espanholas , mas alguns eruditos preferem o uso mais primitivo do nome das quatro consoantes YHVH, já outros eruditos favorecem o nome Javé (Yahvéh ou JaHWeH). Ainda alguns destes estudiosos concordam que a pronúncia Jeová (YeHoVaH ou JeHoVáH), seja correcta, sendo esta última, a pronúncia mais popular do Nome de Deus em vários idiomas. (Encicoplédia  Livre. Ed.)

30 -     Mas o nome de Deus; quem já pronunciou Este nome? Quem já viu a Deus? Onde nós lemos no livro de João diz: “ninguém jamais viu a Deus”. Quem quiser ver Deus tem que contemplar a face de Jesus Cristo! Ninguém jamais viu a Deus; qual é a forma de Deus? Com que Deus Se parece? Qual é Seu tamanho? Qual é Seu peso? Ninguém sabe. Não se pode ver Deus e permanecer vivo! Não se pode contemplar Deus e permanecer de pé... Ele teve que descer, condescender, mudar de forma, se sintetizar, se apertar para caber num corpo de carne para poder ser tocado, e naquele corpo efetuar o plano da redenção, cumprir o Seu próprio requisito!

31 -     Ele não tem por quem jurar, por isso Ele jurou por Ele Mesmo. Ele não tinha algo mais alto do que Ele; quando Ele disse: “não jureis, nem pelo céu nem pela terra. Nem pelo céu porquê é Meu Trono, nem pela terra porquê é o escabelo de meus pés”. [Mateus 5: 34 Eu, porém, vos digo que de maneira nenhuma jureis; nem pelo céu, porque é o trono de Deus; 35 Nem pela terra, porque é o escabelo de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei;]

32 -     Veja; mas Ele precisava fazer um juramento, e Ele jurou por Ele mesmo. O profeta diz: “Ele não tinha outro mais alto, por quem jurar; então Ele jurou por Si mesmo!”; é daí que vem a palavra ELOHIM, que nós sempre falamos aquilo que o profeta disse em suas mensagens: Elohim, o Alto existente! Mas Elohim significa o Forte... O Forte que está preso ao Seu próprio juramento. O Forte, o Tremendo, o Poderoso, o Soberano que não pode ultrapassar aquilo que Ele próprio jurou. Ele fez o juramento e não pode ultrapassar aquilo... Por isso, quando ele se apresenta para o outro profeta Ele diz: “Eu velo pela Minha Palavra para a cumprir”; porque a Palavra é o próprio Deus e Ele não pode ultrapassar a Si mesmo! Ele não pode mudar Seu pensamento e permanecer Deus, Ele é imutável, Ele sempre será o mesmo; “de eternidade a eternidade Tu és Deus. É o que diz as escrituras.

33-      Nós temos conhecido durante estes tempos este quadro aqui, este simples quadro que o
irmão Branham mostra em todas as suas mensagens, principalmente nas Eras da Igreja, o Menorah, ou o candelabro de sete lâmpadas. Isto que estava dentro do templo sagrado (o templo construído por Moisés), e ficava ali no lugar santo onde os sacerdotes ministravam aquele candelabro feito de uma peça só com sete braços, mostrando ali as manifestações de Deus durante as Eras da Igreja; mostrando que diante do Trono de Deus estava ali as sete chamas sagradas que é chamado “os sete espíritos de Deus” que é enviado a toda a terra (e o profeta nos mostra o que é este sete espíritos de Deus, ou a maneira que o Espírito de Deus se manifestou na terra nos sete mensageiros durante as Eras da Igreja).

34-      Este candelabro é aceso durante o dia dentro do santuário. Chegou o tempo que aquilo precisou também ser mudado (porque chega-se também o tempo daquele período que aqueles sete espíritos de Deus, ou aquela atuação do Espírito Santo através destes mensageiros); chega-se o tempo daquilo também cessar.

35-      E depois que se encerra o período das Eras da Igreja (você sabe, a Igreja está voltando novamente para o princípio, para o lugar de onde veio, para sua fonte de origem; assim como Jesus disse: “Eu vim de Deus e volto para Deus”, a Igreja que saiu Dele tem que voltar para Ele também). Então chega-se o tempo deste candelabro acabar seu tempo... Com os Judeus foi a mesma coisa: passou o tempo deles usarem o Menorah (o candelabro de sete lâmpadas); e naquele período interbíblico de 400 anos, que houve aquela tremenda guerra entre os Macabeus e Alexandre, e aquela coisa toda que vocês conhecem pela história porque não está registrado nas páginas da Bíblia, inspirada ou canônica, e tudo...

36-      Mas naquele período de tempo o templo foi saqueado, foi destruído tudo e no lugar onde era feito o sacrifício sagrado, ali eles profanaram, sacrificaram porcos e fizeram de tudo que é terrível dentro do templo. Quando os sacerdotes (os macabeus e todos os outros ali juntos), eles se resistiram, e venceram, e tomaram de volta a cidade, e restituíram o templo, e consagraram o templo novamente. Eles precisavam agora ascender novamente o candelabro, mas eles não tinham mais azeite puro, porque o azeite tinha que ser puro, porque já dizia como está no apocalipse: “não danifiques o azeite e o vinho...”. Tinha que ser puro, e eles não encontraram porquê aqueles homens, os pagãos, os gentios tinham acabado com tudo.

37-      Alguém, (como sempre tem alguém que tem uma coisinha), encontrou um vidro, um pequeno frasco (como dizem) com um pouquinho de azeite que ainda não tinha sido adulterado; era puro. E eles disseram: “mas nós não podemos ascender isso, porque isso vai acabar muito rápido, não vai dar tempo para a consagração”; mas mesmo assim o sacerdote pegou aquilo e colocou agora, não no candelabro de sete, mas no candelabro de nove braços. E colocou aquilo ali e ascendeu, a aquilo que só poderia passar um dia durou oito dias aceso, como um verdadeiro milagre.

38-      Desde então, o povo judeu, eles começaram a usar este aqui, o Memra, o candelabro com
nove braços... O candelabro com nove braços (diferente um pouquinho do outro, não é?); mas, enquanto aquele representa os sete espíritos de Deus, representa Deus trabalhando nas sete Eras da Igreja; este aqui representa o próprio Deus, a fonte de onde tudo se origina.

39-      Os judeus olham para este aqui como símbolo daquilo que representa Deus para eles; este candelabro com nove lâmpadas, tendo o principal aceso (o de cima), porque Deus tinha Seus atributos. E o profeta na mensagem (se você quiser entender um pouquinho o que é isto aqui), você leia “Hebreus Capítulo Um”, a mensagem “Hebreus Capítulo Um”, a partir do parágrafo 124 onde o irmão Branham chama Deus de O Grande Diamante com todos aqueles lados refletindo todas as cores, como a fonte dos nove dons espirituais.

40-      E como eles ascendem isto aqui? É diferente de como eles ascendia este. Eles ascendem o Memra assim: na sexta-feira eles ascendem a primeira lâmpada, ao contrário, porque é voltando ao princípio agora, não é mais daqui pra lá é de lá pra cá, por isso que todas as mensagens que você ouve a respeito de revelação, a respeito do que foi revelado é dizendo “isto já aconteceu, isto já passou, isto já é história”, nós estamos é de volta pra casa! [A congregação diz: Amém!]. Estamos é de volta, o prosseguimento neste caminho é pra chegar de volta em casa, na nossa fonte de origem.

41-      Então eles ascendem o primeiro... O primeiro braço na sexta-feira; no sábado eles ascendem o segundo; e eles vão, vão, vão até chegar novamente no oitavo dia quando todo ele está completo. Oito aponta para a eternidade, mas acima desta eternidade, você tem que saber, o primeiro, esta eternidade é Deus... É Deus... Quando eles olham pra isto aqui, isto representa para eles o Grande Jeová, Aquele Alto Existente que veio de El, Elá, Elohim. Aí você diz: “mas, diga-me uma coisa, mas não é sete?”. Nós sempre temos pregado que sete é o número de Deus, não é! Deus está em três! Sete é a perfeição, é onde Ele conclui a obra; Deus está em três, três é o número de Deus. E para que isto fosse expressado uma de maneira mais precisa e correta é usado este candelabro com nove braços que é três vezes o três! Três vezes o três, a perfeição completa.

42-      Aí, daí você tem os três vezes o sete para dar vinte e um, porque Deus sempre trabalhará com estes números. Quando você entende isto aqui você vai ver porquê Jesus disse “a salvação vem dos judeus”, a verdadeira religião, a verdadeira crença sobre a Divindade, sobre a Deidade vem dos judeus; e Deus mesmo assim os cegou paras trazer isto para os gentios, e os gentios ficam as tontas, não procuram se inteirar destas coisas sendo que Deus tirou o ramo original para nos enxertar ali e nos mostrar Sua Glória, vêem?

43-      Vamos então um pouquinho mais para as escrituras para entendermos alguma coisa a mais aqui; Provérbios capítulo 8 versículo 24... Versículo 24; vamos ler um pouquinho destas escrituras... A primeira criação do Senhor foi o quê? Foi o Logos... O Logos; este Logos é Seu corpo teofanico. E quando pensamos que o Logos é Jesus Cristo nós estamos fazendo d’Ele Deus, e o profeta disse: “não pode, porque assim você teria dois deuses!”. O Logos tem que ser aquela Fonte de onde tudo se origina, mas Jesus é o Logos que saiu de Deus, assim como o filho é parte do pai e sai do pai; do mesmo jeito Jesus Cristo saiu de Deus, por isso Ele disse “Eu vim de Deus, volto para Deus”.
44-      Por isso que o Pilar de Fogo, no Antigo Testamento, o profeta diz naquele filme “O Fundo Clama ao Fundo” ou na entrevista quando ele mostra aquela foto com o Pilar de Fogo sobre a sua cabeça, ele diz assim: “a minha humilde opinião [a respeito desta Luz] é que Aquele é o Anjo do pacto que guiou os filhos de Israel rumo a terra prometida; o Anjo do pacto, nosso Senhor Jesus Cristo”. Veja! Porque naquela Luz, naquele Pilar de Fogo, ali estava Jesus Cristo. Por isso Ele disse “Eu vim de Deus, volto para Deus”; quando se encontrou aquele Pilar de Fogo com Paulo, Ele disse: “Eu Sou Jesus”.

45-      E um dos mistérios que o sétimo anjo veio nos revelar foi este, isto está na mensagem “Senhores, é Este o Sinal do Fim” ou “... é Este o Tempo” ele diz: “Um dos mistérios que o sétimo anjo veio revelar é a Coluna de Fogo, outra vez, depois de dois mil anos, outra vez na Igreja, nosso Senhor Jesus Cristo, veja...

46-      Então vamos ver aqui um pouquinho nisto; Provérbios capítulo 8 versículo 22... E, antes de lermos isto aqui, pense nisto: a primeira criação do Senhor (de Elohim) foi o Logos; Este Grande Ser entrou neste corpo, Logos, que chamamos de Teofania (porque Deus é Espírito, e um espírito não pode ser visto, não pode ser tocado); Jesus disse: “Deus é Espírito”; Ele deixou isto bem claro: Deus é Espírito... Mas vamos agora, Provérbios 8:22: O Senhor me possuiu no princípio de Seus caminhos...”.
Por aqui você já pode entender porquê Ele poderia dizer “Eu e o Pai somos um, o Pai está em mim”. Ele poderia dizer isto, você não pode dizer “eu e minha esposa somos um” nesse sentido, porque aí é uma unidade composta, mas Jesus podia dizer, porque Ele por carne, o Pai Espírito estava n’Ele...

47-      E aqui em Provérbios está dizendo: “O Senhor me possuiu”, então entenda isto: o Senhor, Elohim, me possuiu; o Logos. O Logos foi possuído por Elohim. “... No princípio de Seus caminhos. Desde então e antes de suas obras primeiras. (Versículo 23) Desde a eternidade fui ungida...”.
            Veja. O Logos, a Palavra, foi ungida desde a eternidade quando Ela foi expressa. ... desde o princípio, antes do começo da terra...”, porque quando olhamos para o livro de Gênesis nós queremos que as coisas tenham começado dali, e o profeta diz “nós temos que voltar para um tempo antes do princípio” para entendermos um pouquinho sobre Deus.

48-      Versículo 24: “Quando ainda não havia abismos fui gerada...”, quem? O Logos, Palavra. ... quando ainda não havia fontes carregadas de águas. Antes que os montes se houvessem assentados, antes dos outeiros, eu fui gerada”. Quem foi gerada antes da criação de tudo? A Palavra, o Logos que saiu de Deus. Versículo 26: Ainda ele (Elohim, o Grande Espírito eterno; esta fonte que o profeta disse que, como um diamante, reflete todas as cores, de onde sai os nove dons do Espírito)... Ainda ele (Elohim) não tinha feito a terra, nem os campos, nem o princípio do pó do mundo. Quando ele (Elohim) preparava os céus, aí estava eu...”. Aquilo que João disse: “Ele estava no princípio com Deus”. Amém.

49-      O Logos, a Palavra... ... Quando traçava o horizonte sobre a face do abismo, quando firmava as nuvens a cima, quando fortificava as fontes do abismo, quando fixava ao mar o seu termo, para que as águas não transpassassem os seus mando; quando compunha os fundamentos da terra; então eu (o Logos) estava com Ele (Elohim) e era seu arquiteto.... Aí João diz: “Sem Ele, nada do que foi feito se fez”. Sem Ele quem? O Logos! Palavra! É que nós, quando falamos e pensamos sobre Jesus, ficamos apenas presos ao corpo de carne (pessoa que podia ser tocada); esquecemos que aquele corpo de carne não era outra coisa senão A MATERIALIZAÇÃO DO PENSAMENTO DE DEUS!

50-      A Palavra materializada! Gente, a Palavra, quando foi materializada, ela não criou! Porque já tinha criado no princípio. Mas agora era a própria Palavra que tinha criado, Ela estava materializada, assim como (digamos) um trecho das escrituras feito em matéria! A Palavra materializada! E quando Ela se materializou num corpo de carne... O que Ela fez com a criação? Ela não criou um pintinho, um ovo, um animal, não! Mas disse que tinha poder sobre a criação; não criou as águas – já tinha criado antes – mas disse: “mar aquieta-te!”. O que é que vocês têm? — Ah, nós estamos com fome! — O que temos aqui? — Cinco pães, apenas. Alguém trouxe um lanche - Não é? Por certo achou que o culto iria demorar muito, levou um pequeno lanche...— Traz isto para cá! - O que é que Jesus fez? O profeta disse “Ele não criou pão, Ele multiplicou”, Ele levantou aquilo ao céu e disse: “Pai, eu te agradeço por isto”, e daí começou a distribuir...    — Vamos, distribuam...

51-      Ele multiplicou algo que já tinha sido criado. Veja. A Palavra materializada estava multiplicando a Sua própria criação; Ele estava mexendo, ou seja, manipulando... Manipular é isto: é mexer!

52-      Ele não precisava criar porquê Ele já tinha criado, Ele só estava mostrando que Eu criei e Eu posso fazer a forma que Eu quiser deste barro [a congregação diz: Amém]! O oleiro mexe no barro, ele faz o vaso que ele quer, mas primeiro o barro deve ser criado. Veja.

53-      O que acontece? Quando chegou naquela figueira Ele não disse: “produza fruto”, não! Ele esperava que aquela figueira, mesmo fora da época, produzisse fruto. Por quê? As árvores, elas podem produzir sem ser tempo; e nós queremos produzir só quando é tempo? Só quando está tudo bem? Estamos em paz com Deus quando a despensa ta cheia, quando não falta nada, quando as dívidas estão pagas, aí: Glória a Deus? Não, Deus espera que haja fruto em nós a tempo e fora de tempo! Quando tudo está bem, quando tudo está andado mal também, Ele espera que também produzamos frutos dignos de arrependimento!

54-      E como aquela figueira não tinha, que é que Ele disse? Ele não disse: “olha, nós estamos com fome, produza frutos!”, não! Ele disse: “você nunca mais vai produzir!”, no outro dia ela estava murcha, e os discípulos se admiraram dizendo: “Senhor, a figueira murchou!”, Ele disse: “vocês estão admirados com isto? Se creres, olha, maiores que esta fareis!”. A Palavra materializada disse isto!

55-      O profeta diz: “aquilo tinha que se cumprir em alguém”, aquela escritura tinha que se materializar em alguém. E outra vez, quando esta Palavra, quando Elohim, outra vez estava num corpo de carne (nestes últimos dias), a manifestação já não foi igual àquela nos dias de Jesus de Nazaré. Disse assim, olhe, o homem estava deitado debaixo daquela árvore e disse: “senhor, esta escritura sempre tem me incomodado! Se disseres a este monte ‘transporta para o outro lado’ e não duvidares em teu coração, aquilo acontece”; foi uma escritura que deixou o irmão Branham, muitos anos, sem entender aquilo...

56-      E naquele momento a unção veio e disse: “Fale a Palavra! Fala a Palavra!”, não era agora uma manifestação para manipular a criação, ou multiplicar, não. Era para dar vida, para criar! Porque era uma manifestação que viria nos últimos dias para nos mostrar o que é a Deidade, o que é a Palavra, o que é Deus!

57-      E quando aquele homem abriu os seus lábios, não era um homem falando, era a mesma Palavra que disse: “Haja Luz”, disse agora “Haja esquilos” [a congregação diz: Glória a Deus!] em um corpo de carne... E os esquilos apareceram. Vêem? Antes o peixinho estava lá, e a Palavra materializada disse: “Pedro, vai lá e pesca”, precisava do dinheiro para pagar o imposto, e ele não disse, olha, como num passe de mágica “aqui está o dinheiro”; não. “Pedro vai lá, pesca, dentro daquele peixe vai está a moeda”; Ele mexeu na criação... O peixinho (coitadinho) morreu; mas agora foi diferente: “peixinho, eu te dou a vida [a congregação diz: Glória a Deus!]! Eu te devolvo a vida!”.

58-      Então quando falamos sobre o Logos, Palavra, quando falamos sobre Jesus nós queremos nos ater àquele corpo, àquela pessoa, àquele homem; isto foi difícil para os judeus entenderem isto, “como pode aquele homem sangrar, morrer, e ser o Messias?”, e eles sabiam que o Messias que era prometido no Antigo Testamento era Deus em forma de homem, era a Palavra manifesta aqui na terra. Eles sabiam disto! Mas não podiam entender que aquele pudesse estar sendo manifesto em um corpo de carne.

59-      João capítulo 1 versículo 1 ao 3 diz: No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”. Veja: “No princípio era o Verbo (o Logos), o Verbo estava com Deus (Elohim)...”, porque o problema inteiro da trindade e dos unicistas está exatamente em João 1:1, que não é diferente de Gênesis 1:1. Por isso que a Bíblia diz, olhe: “no começo do livro, ou no meio do livro, está escrito sobre Mim”.

60-      No começo Ele mostrou uma parte, e aí você diz “olha, tem mais coisa”, e aí você vai ao começo, vai ao meio e vai ao fim e ali está Ele; Ele deu uma dica e você que encontre o resto... Encontre o resto... Veja bem: “No princípio era o Verbo (o Logos), o Verbo estava com Deus...”; onde, quando Jesus começou? Onde está o início de Sua existência, aquele corpo onde Deus habitaria?

61-      “No princípio era o verbo...”, quem era este Verbo? O Logos que saiu de Deus, no princípio, porque Deus é antes deste princípio! Deus está antes disto! E nós colocamos este “No princípio era o Verbo” como se este aqui fosse Deus, o Espírito; não! Deus está antes disto! E o Verbo... Este Verbo que começou ali naquele princípio, por isto que o profeta diz: “a diferença entre Deus e Jesus é isto: é porquê Deus, Criador, o Eterno, Ele não tem princípio e nem fim; e Jesus teve um princípio, Ele é o princípio da Criação de Deus!”.

62-      Então aí está, “No princípio era o Verbo (que é o Logos que saiu de Deus)...”. E este Verbo, este Logos que começou ali (como você também começou, na mente de Deus), veja, ESTAVA COM DEUS; esta preposição COM Deus mostra que há uma diferença entre Deus e Este que estava com Deus!

63-      “... E o Verbo estava COM Deus, e o Verbo (este Logos) era Deus...”. Gente, o irmão Branham, ele sempre cita este versículo em quase todas as suas mensagens, assim como ele cita Hebreus 13:8: “Jesus Cristo é o mesmo ontem, e hoje, e eternamente, e muitos não entendem o que ele quer dizer com aquilo “ontem, hoje e eternamente”. Só quando ele mostra que ali está os dias de Moisés, os dias de Paulo e os últimos dias é que você entende: “Puxa! Por isso que ele pegou dali o ponto chave de sua mensagem”; é Jesus Cristo é o mesmo ontem, e hoje e para sempre...

64-      Bem, isto é apenas um comecinho, porque vocês terão tempo depois, verem isto, pregações; e as mensagens vocês vão lendo para entenderem melhor; mas eu quero... Eu preciso adiantar um pouquinho, já que estamos falando do Logos; e agora vamos estudar (rapidinho aqui neste final), a mensagem “Perguntas e Respostas Sobre Gênesis”.

65-      Eu poderia pegar aqui todas as partes que o profeta falou sobre este assunto desde 1947 até 1965; antes dos Selos, nos Selos e depois dos Selos ele nunca mudou este ponto doutrinário que ele disse, era uma base principal; é sobre o princípio Alfa e Ômega... Se a Igreja não entender o princípio Alfa e Ômega ela não poderá jamais entender quem é Deus porque ela não sabe nem quem é ela própria. E ele disse “quando a Igreja saber quem ela é, então virá o arrebatamento”.

66-      “Perguntas e Respostas Sobre Gênesis”, começar com a parte do parágrafo 10: A primeira criação foi Deus mesmo; e de Deus saiu o Logos, o qual foi o Filho de Deus. E do Logos (o qual era a Palavra)... (não era um corpo de carne, o Logos era a Palavra)!...”; como foi que o profeta simplificou isto para que não desse um nó na cabeça das pessoas naquele tempo, entre os Trinitários e os Unicistas? Ele pegou todas estas profundidades e disse assim, olhe: “uma palavra é um pensamento expressado!”.

67-      Então, Jesus Cristo, a Palavra que saiu de Deus, estava no pensamento de Deus, mas tinha que ser expresso... Por isso que diz: Ele saiu de Deus; porque estava com Deus, como pensamento, ou atributo, já que em Deus tinha atributos de pai, de filho, de mãe, de curador, de salvador, de tudo isso! E o atributo de Filho quando foi expresso, aí começou o Logos a sair de Deus, ou Aquele corpo teofanico que é tão explicado nesta e em outras mensagens também...

68-      ... E do Logos (o qual era a Palavra)... (aí ele volta para João capítulo 1)... ‘No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus; o Verbo se fez carne e habitou entre nós’, e do Logos veio o homem... (de Deus, o Logos (Palavra, Verbo), para depois disto aí vir o homem)... Oh! Tenho o formoso quadro em minha mente agora. Se você puder ter uma pequena viagem comigo... Creio que já tenho falado sobre isto antes, mas quero trazê-los a lugar onde vocês estejam certos de vê-lo. Vamos ter uma pequena viagem, e vamos voltar ao princípio por alguns instantes? Não pense no calor que está fazendo... (lá; aqui é um pouquinho frio)... Mantenhamo-nos nossas mentes no que vamos falar e pensar!”.

69-      Vamos voltar a cem milhões de anos, antes que houvesse uma estrela, Lua, ou coisa alguma no mundo. Agora houve um tempo quando não havia nada aqui, tudo era eternidade...; você, com sua mente tão pequena; você pode entender o que é eternidade, você pode desvendar a eternidade? Ele diz: ... Não havia nada aqui, tudo era eternidade, e toda esta eternidade era Deus!. Então não podemos limitar Deus ao nosso pensamento...

70-      Veja: ... Toda esta eternidade era Deus, Ele estava ali no princípio. Agora, aproximemo-nos aqui; vamos agora na beira deste corrimão; olhemos e vejamos estas coisas acontecerem. Pensem primeiro nisto: nenhum homem jamais viu o Pai....
Veja isto; você vê o Filho, o Pai não. Quando Filipe disse: “mostra-me o Pai”, o Filho disse: “o Pai está aqui, rapaz!”. E o Pai falou através do Filho “Eu estou a tanto tempo convosco e você não me conheceu ainda?”; não entendeu ainda esta manifestação? Vêem? Quem vê a Mim vê o Pai. Sadu-Sundar-Sing , quando ele teve aquela visão do céu, ele viu a Jesus e ele disse: “mas eu quero ver Deus!”, Ele disse: “Não! Como na terra aqui também Deus não é visto, mas você pode vê-lo em Jesus, Ele é a imagem expressa de Deus”. Vêem.

71-      ... Nenhum homem jamais viu o Pai. Nenhum homem pode ver Deus na forma corporal porquê Deus não está em forma corporal... (Deus não está na forma corporal)... Deus é um Espírito, Deus nunca foi visto por alguém, mas o Filho unigênito que esta no seio do Pai, este o fez conhecer. Vê? Agora notem, não havia nada, somente espaço; não havia luz nem trevas. Veja, não havia luz nem trevas, nada, simplesmente o parecer era nada. Mas ali estava um Grande Ser sobrenatural (Jeová Deus), o qual cobria todo espaço, todos os lugares, o tempo todo; Ele era de eternidade há eternidade. Ele é o princípio... (veja), Ele é tudo, Ele é Deus. Não se podia ver nada nem ouvir nada, nem se quer movimento de um átomo no ar...”.

72-      Não se tinha nada para ouvir, não se tinha nada para ver, não se tinha nada em que se pensar; a eternidade é impensável! A eternidade não pode ser vista (aprendemos ontem, porque saímos e baixamos, aí estamos em corpo de carne, e você não lembra), o profeta disse: “lá no princípio quando este Logos (a Palavra) saiu de Deus”, o profeta diz: “eu estava ali, só que eu não lembro...”. Eu também estava ali como atributo Dele, eu não consigo me lembrar, mas o sétimo anjo veio para nos levar de volta para contemplarmos isto!

73-      Para sabermos para onde estamos indo... Pode você voltar para casa sem saber onde está a sua casa? Sem saber como ela é? O filho pródigo disse: “na casa de meu pai não é assim”, porque ele sabia que lá era muito bom... Então temos (já que esquecemos do lugar)... O sétimo anjo veio para nos levar de volta, dizer “olha, é assim, desse jeito”; vêem? Você tem que voltar para lá!

74-      ... Não podia, nem se quer, ver o movimento de átomo no ar. Nada, nem ar; nada! Todavia, meus amigos, Deus estava lá. Este era Deus! Agora vamos observar por alguns minutos, depois de um tempo... Ninguém jamais viu a Deus (este é o Pai; é Deus, o Pai)... (veja como o profeta deixou bem separado para nós)... Notem então algum tempo...”; vamos fechar nossos olhos só um pouquinho; estamos concluindo...

75-      Feche seus olhos enquanto o irmão Branham está nos levando para isto: ... Observe, ali estava Deus, o Pai. Então, após um tempo eu começo a ver uma pequena e sagrada Luz começando a se formar, como um pequeno halo (ou coisa assim). Você somente poderia ver isto pelos olhos espirituais, então estamos agora olhando; toda a igreja agora pense nisto! Estamos parados, juntos, a um enorme corrimão observando o que Deus está fazendo; e entraremos a esta pergunta aqui e você verão como ele a declara...”.

76-      ... Agora, não há ninguém que tenha visto a Deus (pense nisto). E a próxima coisa que começamos a ver (porque antes você não poderia ver nada, porque você não pode ver Deus); mas agora você começou a ver algo, então pelos olhos sobrenaturais você vê isto: é uma pequena e branca Luz formando-se ali. E o que é isto? Esta pequena Luz, isto foi chamado pelos leitores da bíblia de LOGOS, ou o Ungido, ou a Unção.... Oh (como eu ia dizendo), a parte de Deus que começou a se desenvolver em algo para que os seres humanos pudessem ter algum tipo de idéia do que Isto era!. Amém!
77-      Então você pode abrir seus olhos agora... Você não poderia ver Ele antes, então Ele começou a desenvolver uma parte Dele que poderia ser vista! Que coisa! Os judeus... Eles para terem uma idéia sobre Aquele Criador, eles observam isto aqui, [O MERA, um candelabro de 9 haste] só que isto é um objeto lá, uma coisa morta, que está parada. E nós precisamos entender que Este Ser, Este Espírito está fluindo constantemente amor, paz, bondade, misericórdia, graça, tudo! Começando do ponto mais alto: Redenção (o profeta fala de todos os nove atributos, em suas mensagens).

78-      Bem, veja: aquilo começou a se desenvolver para que nós, os seres humanos, pudessem ter algum tipo de idéia do que Isto era. Isto era uma pequena Luz movendo-se, era a Palavra de Deus. Agora, Deus (Ele mesmo) deu à luz a este Filho..., você acha que isto é duro de falar (mas temos que falar, o profeta falou); Deus deu à luz a este Filho!

79-      Você sabe o que significa... O significado da palavra Jeová? Um dos significados Jeová: pai de família. El Shadai, o que significa El Shadai? O Todo Poderoso; o que é El Shadai? É Aquele que tem seios; o profeta mostra isto em suas mensagens. Quando eu falei isto numa igreja uma vez, as irmãs ficaram tudo preocupadas e já imaginando Deus com seios, vêem?

80-      Por que? Ele é Aquele que toma a criança no braço e a alimenta! Por isso que o profeta disse: “Nele estava ser o pai, a mãe, o filho, tudo!”; paternidade, filiação, tudo estava em Deus. Vêem, tudo estava em Deus.

81-      ... Sim, agora Deus mesmo deu à luz a este Filho, o qual era antes mesmo que houvesse um átomo... Quero dizer: antes que houvesse ar para fazer os átomos. Jesus disse: ‘Pai, glorifica-me com a glória que nós tínhamos antes da fundação do mundo’. Vê, lá no princípio”.

82-      Agora em João 1 ele disse: ‘No princípio era o verbo’; quando o primeiro (veja)... ‘E o verbo era Deus, e o verbo se fez carne e habitou entre nós’, Deus mesmo revelando-se, chegando a ser um ser humano; veja como Ele o fez lá no princípio, quando este pequeno halo veio (não podemos ver nada), todavia a não ser pelos olhos sobrenaturais é que podemos ver um halo permanecendo ali, Este é o Filho de Deus, o Logos; posso vê-lo com toda eternidade (quer dizer: sem preocupação com o tempo... Sem se preocupar com o tempo), com toda eternidade, brincando como uma criança ao redor da porta do Pai!”.

83-      Quantos bilhões de anos (na nossa contagem de tempo) isto passou? Nós não sabemos. O profeta disse: “nós não podemos imaginar quantos bilhões e centenas de anos passou daquele jeito”, porquê ainda não tinha se entrado na contagem do tempo. Isto foi antes do princípio! Isto que o profeta está falando está antes do Gênesis 1. Vêem?

84-      ... Posso vê-lo com toda eternidade, brincando como uma criança na porta do Pai. Então em Sua mente criativa Ele começou a pensar nas coisas que iria criar, e posso ouvi-lo dizer: ‘Haja Luz’”. E quando Ele disse isto, aí você vê que a teoria dos cientistas – que eles levam para o lado da evolução – está errada, mas o pensamento sobre a grande explosão o profeta também a defendeu...

85-      Então Ele disse: ‘Haja Luz’, e quando Ele disse um átomo explodiu, você sabe o que é uma explosão de um átomo? Uma das menores partículas, mas os homens não conseguem dominá-la; eles conseguem estudar, fazer de tudo ali, mas se um átomo daquele se desintegra aquilo é uma reação em cadeia e a terra vira uma bola de fogo incandescente, como é o nosso Sol. Vêem?

86-      Mas ali um átomo explodiu, e eles querem até hoje descobrir como foi aquela explosão; e eles estudam os planetas, e eles enviam sondas espaciais, eles estudam os astros procurando provas cientificas para descobrir quando foi que houve aquela explosão, porque na verdade ela houve! Só que o que eles dizem é que naquela explosão as coisas começaram a existir; e o profeta veio e disse “não, alguém provocou aquela explosão”, e foi quando Deus disse: “Haja!”. E aí começou a haver as coisas.

87-      ... Sim, Ele disse e um átomo explodiu e o Sol veio à existência; ela girou por centenas de milhões de anos, formando e queimando, e formando o que isto é hoje; ainda queimando, desintegrando átomos. Se as cadeias de átomos da bomba atômica perdessem seu controle esta terra seria como o Sol ali no princípio: estaria desintegrando-se e explodindo. Houve aquela explosão, aquela bola de fogo incandescente saiu voando pelo espaço...; e o Logos como brincando com um brinquedo... Como uma criança brinca com os seus brinquedos. Ali estava a Palavra, o Logos, o Arquiteto dizendo assim: “está bom ali!”. A Terra viajou por bilhões e centenas de anos.

88-      “Está bom ali; fique ali. O outro, fique naquele outro lugar! Este outro, aí, esta outra bola incandescente fique ali!”; o profeta diz: “o que o Logos estava fazendo? Estava escrevendo Sua primeira bíblia: o zodíaco” [a congregação diz: Glória, Aleluia!].

89-      “Perguntas e Respostas Sobre Gênesis” parágrafo 15: Ele estava criando Sua primeira bíblia: o zodíaco. E Ele disse: “a Terra fique aí onde está” (aquela parte incandescente); e depois aquilo foi resfriando, esfriando, esfriando pela distância que ficou do Sol; e o profeta disse: “mas até hoje, no centro da Terra, ali está ainda fumegando, átomos se desintegrando no centro da Terra”. Por isso as larvas vulcânicas... Os vulcões quando explodem, quando entram em erupção, colocando do centro da terra para fora o que está lá dentro desde aquele momento quando Ele disse: “Haja! Comece a acontecer as coisas!”. A nossa mente é muito pequena para isto, não é? Tinha que ser um profeta para nos desvendar estas coisas. Amém? [a congregação diz: Amém].

90-      Bem, meus amigos, se tivermos tempo (um pouquinho de tempo à noite), nós vamos falar um pouquinho sobre a Terra, para que você possa entender como é que esse Deus do Céu, esse Deus da eternidade começou a entrar no tempo para formar o lugar da Sua habitação. Por isso, esse lugar é tão precioso – esse lugar que o Diabo perverteu – ele é tão precioso para Deus e para Seus filhos que é aqui na terra que a Nova Jerusalém será estabelecida Deus vos abençoe, tenham todos um bom dia... Obrigado! [a congregação aplaude].

Este sermão “Deidade Parte 12 - A Criação do Logos” foi pregado em uma Escola Dominical no Tabernáculo Branham - Franca – SP - por irmão Rosendo

Nota: Meses depois que preguei isto naquele tabernáculo, o ministro local iniciou uma serie de sermão pregando sobre a deidade contra o que ensinei, tentando provar que o pensamento Unicista infiltrado na mensagem era o que o profeta cria... Acredito que muitos pregadores farão a mesma coisa, pois é mais cômodo fazer assim do que admitir que esta crendo e ensinando errado. E o profeta disse que tanto a forma Trinitária de crer, quanto a forma Unicista, ambas estavam equivocadas. Nós prosseguimos ensinando sobre a divindade até o culto de número 52.

A seguir, algumas das muitas citações de um profeta vindicado.

 Deidade Explicada, E-74 Muitas pessoas que escutam isto diriam, "O Irmão Branham é um Unicista." Eu não sou. Eu penso que ambos estão errados, unicidade e trindade. Não para ser diferente, mas sempre há o meio da estrada.
MOSTRA-NOS O PAI E-96 53-0907.1A Há UM só Deus. E eu difiro e discordo com a organização de Pentecostes que chama a Unicidade como seu dedo é um. Isso está errado. Absolutamente, está errado.
HEBREUS CPT. 4 57-0901.2E 141-126 128 Agora os Unicistas tomaram isto, o grupo unicista de pessoas, e tentam fazer o Pai, Filho e Espírito Santo, somente um ofício e um lugar, e como seu dedo, um. Isso está errado. Deus não poderia...  Jesus não poderia ser seu próprio pai. Se Ele fosse, então Ele era um... Bem, como Ele poderia ser seu próprio pai?

HEBREUS CPT 7, Parte 1 57-0915.2E 292-25  Agora, a razão que há uma diferença entre Deus e Jesus: Jesus teve um começo, Deus não teve começo; Melquisedeque não teve começo, e Jesus teve um começo.  Mas Jesus foi feito semelhante a Ele.

PARADOXO 64-0206.1M 282, E este Menininho, Criança de doze anos de idade, absolutamente nenhuma sabedoria, ora, mas somente um menino de doze anos de idade. O Pai não habitava N’Ele nessa época; porque Ele veio no dia quando Ele O batizou, "Ele viu o Espírito de Deus descendo, vê, e entrou N’Ele". Mas, olhe, este pequeno Menino de doze anos de idade, sendo a Palavra; Ele nasceu o ungido, veja, para ser o ungido. E aqui Ele estava. "Não sabeis que me convém tratar dos negócios do meu Pai?

POSSUINDO AS PORTAS DO INIMIGO 59-1108 Parágrafo 47 ...quando o Espírito Santo desceu sobre Ele no batismo de João, e Ele se tornou o Messias Ungido... Agora, recordem, Ele era o Filho de Deus quando Ele nasceu. Ele era o Filho de Deus nascido da virgem. Mas quando Ele se torna o Messias, isto é quando o Espírito Santo vem sobre Ele, porque "Messias" significa o ungido.  Veja? E Ele foi o Ungido quando o Espírito Santo veio sobre Ele.
ATITUDE E QUEM É DEUS? 50-0815 018 Lá Ele coloca a primeira Bíblia. Oh, de volta aos dias dos ­− dias antigos, eles olhavam para essas coisas. Hoje, Ele tem Sua Bíblia escrita aqui. Mas Ele A escreveu nos céus, para que o homem olhasse para cima e percebesse que Jeová o Criador estava acima. E então eu posso vê-Lo, Ele olhou para aquilo... eu posso vê-Lo falar com este mundo suspenso ali como um pingente de gelo, o que quer que isto fosse, bem distante. E Ele moveu isto para cá. Eu posso ver esta pequena Luz sair. Ora, NÓS TEMOS DOIS AGORA. O Pai, e do Pai veio a Luz, o Filho. E eu posso ver aquela Luz movendo-se para aqui e puxou a terra para perto do sol para secá-la. E começar a...? ...levantar a água, separando a terra, terra da água, e assim sucessivamente.
Agora, isto não faz de nenhuma maneira dois Deuses. Há Um Deus e Ele tem um Filho. A Bíblia O chama o "Filho de Deus", nunca diz que ele é "Deus Filho``

Este estudo é impresso e distribuído por: Ministério Internacional do Tempo do Fim Doutrina da Mensagem.






Nenhum comentário:

Postar um comentário