terça-feira, 21 de abril de 2015

doutrina1

Doutrina 1



18 de abril de 2015

Brian Kocourek


1             2 Timóteo 3:16-17 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.

2             Oremos (...) A atitude de Lutero era muito diferente da de outros reformadores de seus dias. Para ele, o cristianismo era uma questão de “Doutrina em primeiro lugar”, porque “a verdadeira religião é antes de tudo uma questão de fé”; e a fé é correlativa à Verdade. Jesus disse: “você não pode adorar a Deus fora do espírito e da verdade”, pois a verdade é essencial para a verdadeira adoração. A doutrina bíblica é o ensinamento da Verdade de Deus. A própria fé é uma revelação de Deus da Verdade que Deus quer retratar ao Seu povo e Deus não vai aceitar qualquer culto de Si mesmo que esteja fora dos limites dessa Verdade. Portanto, a adoração a fim de ser aceitável aos Seus olhos, deve vir através do canal da verdadeira doutrina ou do ensino. O estudo da verdade de Deus leva as pessoas a uma relação de confiança em Deus através de Jesus Cristo, como Ele Se revelou no evangelho, e esse estudo chama-se “A Doutrina de Cristo”.

3             De acordo com Lutero, “a doutrina é a base da nossa fé”, e “fundamental para a religião cristã”. William Branham, profeta vindicado de Deus para esta última era da igreja e, talvez, o maior profeta de Deus que já andou na terra, disse: “qualquer homem que não tem uma doutrina não tem um ministério” e “uma igreja sem doutrina é como uma medusa sem uma espinha dorsal”. Assim, podemos ver por estas declarações que a doutrina é a espinha dorsal essencial da igreja e a única característica real que manifesta se uma pessoa é chamada por Deus ou não, e, portanto, a única característica real que manifesta as origens do ministério, seja da parte de Deus ou de Satanás. Ambos, Martinho Lutero e William Branham, acreditavam que o elemento essencial da fé em Cristo é o ensinamento doutrinário das Escrituras.

4             O cristianismo para Lutero era uma religião dogmática ou não era nada. Tire a doutrina e você tira o cristianismo. A doutrina sozinha separa o cristianismo de todas as outras religiões do mundo. Todas as religiões do mundo pagão e o falso cristianismo são baseados somente em boas obras.
1 – Os muçulmanos acreditam que as boas obras ou ações irão merecer o favor com o seu deus, e assegura-lhe o seu lugar no céu.
2 – Os judeus acreditam que as boas obras e ações irão merecer o favor com o seu deus e assegura-lhe o seu lugar no céu.
3 – Os budistas acreditam que as boas obras e ações irão merecer-lhe graça com o seu eu interior e irá merecer-lhe um lugar de algum tipo depois da vida.
4 – Os hindus em todos os seus diferentes paladares acreditam que as boas obras irão merecer o karma favorável, e vai permitir que ele volte em um estado superior de consciência ou de uma forma de vida superior.

5             Em todas essas diferentes religiões que compõem a maior parte da população mundial, as “boas obras” é o tema de destaque de sua religião. Isso é o que eles enfatizam mais. As religiões do mundo enfatizam o que o homem pode fazer para Deus, em vez de o que Deus fez para o homem. Portanto, sua ênfase é em si mesmo e não em Deus. Portanto, elas são religiões do homem, e não religiões de Deus. E eles não têm necessidade da verdadeira doutrina, mas apenas de ações ou obras para melhorar a sua posição com o seu deus. Portanto, a sua doutrina funciona apenas para separá-los um do outro.

6             Somente o verdadeiro cristianismo desenfatiza as obras, e coloca a ênfase na “doutrina de Cristo” como o elemento essencial em nosso relacionamento com Deus.

7             Portanto, qualquer forma de cristianismo que não enfatiza “a doutrina de Cristo” não tem Deus, como o apóstolo João advertiu-nos nas Escrituras.

8             2 João 1:9-10 Todo aquele que prevarica, (que significa ir além dos limites) e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis.

9             Nós trataremos mais sobre a doutrina de Cristo mais tarde, neste sermão. Mas, por agora, vamos voltar a Lutero. A primeira preocupação de Lutero como um teólogo e um reformador era com a doutrina. Ele disse: “Eu não estou tão preocupado com a vida, mas com a doutrina”. Isto que Lutero cria o distinguiu dos outros reformadores dos dias anteriores. Ele disse: “Os outros que viveram antes de mim tem atacado os papas maus e suas vidas escandalosas, mas eu tenho atacado sua doutrina”.

10          Portanto esta manhã vamos começar uma mini-série sobre Doutrina, especialmente a doutrina de Cristo, pois sem ela você não pode ter a Deus. William Branham foi muito forte em ensinar a “doutrina de Cristo” e como resultado foi condenado ao ostracismo pela maioria dos ministros durante o seu dia. Nesta mini-série, você vai ver que não foram os milagres que estabeleceram William Branham aparte de todos os outros, mas a doutrina que ele ensinou.

11          Em seu sermão intitulado O Arrebatamento (04/12/1965), o irmão Branham disse: “Agora, somos advertidos... a doutrina deste, nos últimos dias será desprezada”. Abaixo você vai ver a verdadeiras notas escritas à mão para começar o seu sermão “O Arrebatamento”. Sua nota para este sermão estão afixadas na parede da Voz de Deus.

12          E de seu sermão A Maneira de Um Verdadeiro Profeta (13/05/1962) ele disse: O homem, assim chamado mestre (o que eu não digo, mas ele não é) fez um comentário outro dia antes de alguns de meus amigos em uma determinada cidade em que eu estive. Você conhece o irmão. E este irmão entrou; ele disse... “Tivemos o irmão Branham aqui uma vez” (uma determinada cidade no oeste). E esse homem disse: “Oh, o irmão Branham é um homem bom” (Vê? Ele sabia melhor do que jogar qualquer coisa sobre o caráter.). Disse: “Oh, irmão Branham, mas não ouça as suas fitas, porque isso deixará você confuso”.

13          Agora, isso soa como alguns pregadores disseram a uma certa irmã. Eles disseram: “Se você continuar a ouvir William Branham, você ficará confusa e depois perdida”. Mas vamos ver o que o irmão Branham disse sobre isso.

14          E aconteceu de estar lá um de meus amigos que disse: “Apenas um minuto senhor! Eu estive confuso até que eu ouvi as fitas.” E esta é a diferença. Disse: “Eu não podia entender como um Deus santo se colocaria com coisas como aquelas, tais como todos fazem.” A mesma pessoa, com ele, encontrava-se num certo lugar há não muito tempo, disse: “O irmão Branham é um profeta; ele pode discernir coisas e coisas assim,” mas disse: “agora, não ouçam a sua doutrina, pois ele não está certo.” A insanidade, uma expressão rude como essa, você não sabe que... se a Palavra de Deus é verdadeira, Ela vem ao profeta. A Palavra do Senhor vem aos profetas. Eles eram aqueles que interpretavam a Palavra. Então veja, o que (estes homens) dizem sequer faz sentido.

15          E do seu sermão O Sinal (08/03/1964) William Branham disse: Quando Jesus entrou em cena, Ele nunca disse muito para as pessoas, todo mundo queria Ele em sua igreja. “Oh, este jovem profeta, estamos tão felizes por tê-Lo”. Ele estava curando os enfermos. “Oh, glória a Deus. Deus levantou um grande homem entre nós”. Isso foi bom. Então um dia Ele chegou a um ponto onde... Isso foi o Seu sinal que Isaías 35 disse que seria um sinal: “O coxo saltará como um cervo”, e assim por diante, “o cego veria”. Isso foi um sinal. Ele mostrou o Seu sinal como Messias, e assim por diante. E eles, muitos deles disseram: “Sim, eu poderia aceitar isso”. Bem, agora, se isso foi um sinal, tem de haver uma voz desse sinal. Qual era a voz por trás disso? Quando ele começar a ensinar Sua doutrina... Ele não era mais popular desde então (Vê?)

16          Até mesmo Jesus, como todos os outros profetas, foi rejeitado por causa do que Ele ensinou. Ele nunca foi rejeitado pelos milagres que ele fez, mas pela doutrina que Ele ensinou. E, no entanto, Jesus nunca ensinou a Sua própria doutrina, mas disse-nos que o que Ele ensinou veio de Seu Pai.

17          João 7:16 Jesus respondeu-lhes, e disse: A Minha doutrina não é Minha, mas Daquele que Me enviou.

18          João 12:49 Porque Eu não falei por Mim mesmo; mas o Pai, que Me enviou, Ele Me deu mandamento sobre o que hei de dizer, e o que Eu deveria falar.

19          Portanto, nesta mini-série, a fim de ajudar os crentes do tempo do fim para melhor compreender a doutrina de Cristo – e por isso que é tão importante e por isso que esse deve ser o nosso foco – vamos examinar o que o apóstolo João disse sobre isso.

20          2 João 1:9-10 Todo aquele que prevarica (que significa ir além dos limites, de modo que a doutrina tem limites), e que não permanece (descansa) na doutrina de Cristo, não tem (ecoa) Deus. Aquele que (continua) na doutrina de Cristo, esse tem (ecoa), tanto o Pai como o FilhoSe alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem saudeis.

21          Nesta mini-série pretendemos apresentar uma profunda compreensão da importância da doutrina de Cristo, e é importante para o crente do tempo do fim, porque sem ecoar essa doutrina, você não pode ser conforme à imagem do Filho primogênito. É impossível.

22          Isso significa que esta doutrina é tão importante, que sem ela, você nunca estará pronto para a adoção, nem pronto para se manifestar como um filho de Deus, e nem de ser conforme à imagem de Cristo, porque você nunca vai ecoar Cristo. E você deve ecoar Cristo para se colocar em Cristo. Você verá que essa doutrina foi ensinada por um profeta vindicado por Deus, e nesta série, eu compilei muitos sermões sobre o assunto de “Doutrina”, e isso é importante para nós, como crentes. Portanto, vamos lidar com tudo que a doutrina tem a ver.

23          Doutrina: para que haja um verdadeiro ensinamento da “doutrina de Cristo”:
1. Deve haver Alguém que Se revele.
2. Deve haver Alguém EM quem Ele se revela.
3. Deve haver aqueles a quem Ele se revela.
4. O que é a Doutrina?
5. O que a Doutrina faz por você?
6. Devemos saber qual Doutrina? Pois nem todas as doutrinas são de Deus, e nem todas as doutrinas irão produzir vida no crente. Portanto, não é qualquer Doutrina que irá fazer isso. Deve ser a doutrina do próprio Deus, Seu próprio ensino.

24          O apóstolo Paulo disse em 1 Timóteo 4:16 Tem cuidado de ti mesmo, e da doutrina; persevera nessa coisas; porque, fazendo isto, te salvarás a ti mesmo como aos que te ouvem.

25          Por conseguinte, sua salvação está em ter a doutrina correta, como João disse, pois se você não tem a doutrina de Cristo você não tem Deus. E Deus é o Espírito Santo, assim, sem ecoar a doutrina de Cristo, como você poderia receber o Seu Espírito Santo? Isso seria contrário à Bíblia, que são as próprias Palavras de Deus.

26          1 Coríntios 14:6 E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, de que vos aproveitarei, se vos não falar ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, (profetizar é pregar) ou pela doutrina!

27          2 Timóteo 3:16 Toda a Escritura é inspirada por Deus, (as palavras originais e toda a Escritura são divinamente inspiradas, Deus as inspirou) e útil para o ensino, o que trará reprovação, correção e educação na justiça:

28          E depois Paulo nos permitirá saber que qualquer ministério é conhecido por sua doutrina e modo de vida, e amor e paciência.

29          2 Timóteo 3:10 Mas tu tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência.

30          1 Timóteo 1:3 Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina.

31          Deixe-me ler isso a partir da tradução de A Voz: Como eu disse naquele dia que eu saí para a Macedônia para ficar em Éfeso e instruir as pessoas indisciplinadas na igreja de uma vez por todas, para pararem de ensinar uma doutrina diferente.

32          Romanos 16:17 E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles.

33          Atos 2:42-43 E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.

34          Note-se que a primeira coisa listada é a doutrina, depois comunhão em torno dessa doutrina, e, em seguida, no partir do pão e na oração, e este é o ingrediente correto para produzir os sinais e maravilhas que aconteceram como resultado.

35          João 7:17 Se alguém quiser fazer a vontade Dele, pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus, ou se Eu falo de Mim mesmo.

36          Portanto, Ele lista como um atributo a obediência à vontade de Deus como sendo necessária para compreender a doutrina. Tenho visto nesta Mensagem muitas pessoas rebeldes com a vontade de Deus. Homens que são ignorantes com a vontade de Deus e ainda afirmam que eles estão certos e que todo mundo está errado. E eles não vão se submeter a qualquer ministério, porque eles se tornaram uma ilha para si mesmos. E isso me diz que eles são anarquistas, porque a sua vida não mostra submissão aos seu anciãos.

37          Lucas 4:32 E admiravam a Sua doutrina porque a Sua Palavra era com autoridade.

38          Agora, essa Escritura permite você saber que se a doutrina é correta ela será apoiada com poder, o poder de Deus.

39          Marcos 1:22 E maravilhavam-se da Sua doutrina, porque os ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas.

40          Deuteronômio 32:2 Goteje a Minha doutrina como a chuva, destile a Minha Palavra como o orvalho, como chuvisco sobre a erva e como gotas de água sobre a relva.

41          Nós precisamos entender o que significa tornar-se um com a doutrina ou com a revelação que temos, e sabemos que nós realmente a possuímos e somos um com ela quando vemos a manifestação dela em nossas próprias vidas, e nós podemos levá-la de volta à Palavra e saber que essa manifestação é a interpretação da palavra particular, da doutrina ou da revelação.

42          Agora, só porque as pessoas podem ser capazes de ver as manifestações vindicadas na vida de outro, não significa necessariamente que estamos testemunhando isso em sua própria vida pois sabemos que Jesus disse em...

43          Mateus 13:10-23 E, acercando-se Dele os discípulos, disseram-Lhe: Por que lhes falas por parábolas? Ele, respondendo, disse-lhes: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado; porque àquele que tem, se dará, e terá em abundância; mas àquele que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado. Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem nem compreendem. E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis, E, vendo, vereis, mas não percebereis. Porque o coração deste povo está endurecido, E ouviram de mau grado com seus ouvidos, E fecharam seus olhos; Para que não vejam com os olhos, E ouçam com os ouvidos, E compreendam com o coração, E se convertam, E Eu os cure. Mas, bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem. Porque em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vós vedes, e não o viram; e ouvir o que vós ouvis, e não o ouviram. Escutai vós, pois, a parábola do semeador. Ouvindo alguém a Palavra do reino, e não a entendendo, vem o maligno, e arrebata o que foi semeado no seu coração; este é o que foi semeado ao pé do caminho. O que foi semeado em pedregais é o que ouve a Palavra, e logo a recebe com alegria; mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e, chegada a angústia e a perseguição, por causa da Palavra, logo se ofende; e o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a Palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a Palavra, e fica infrutífera; mas, o que foi semeado em boa terra é o que ouve e compreende a Palavra; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta.

44          Agora lembre-se que Jesus em Mateus 7:21-27 nos advertiu que Nem todo o que Me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus. Muitos Me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em Teu nome? E em Teu nome não expulsamos demônios? E em Teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniqüidade. Todo aquele, pois, que escuta estas Minhas Palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; e desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas Minhas Palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; e desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.

45          E o que Jesus respondeu a eles? “Afastai-vos de Mim porque Eu nunca vos conheci. Nunca tive uma relação experiencial íntima com você”. É evidente, então, que muitos serão repreendidos e lhes será dito “nunca vos conheci”, porque não fazem o que Jesus lhes disse para fazer, e, portanto, não houve interação, nenhuma liderança do Espírito Santo. Estes não eram homens que foram conduzidos pelo Espírito Santo, mas sim liderados por interesse próprio.

46          E quando Jesus disse: “Nunca vos conheci”, nós estamos olhando para este “saber” ou compreensão íntima que estava baseado em um relacionamento pessoal ou de comunicação com o nosso Senhor. Esta Palavra como nós a conhecemos é a palavra “ginosko”, e significa saber ou entender de forma experimental, e você não pode ter um relacionamento íntimo e experimental, sem saber o que você está tendo com isso.

47          Agora, a razão de estarmos olhando para isso é porque temos de compreender a diferença entre apenas ver algo e reconhecer o que vemos. Muitas pessoas podem olhar para a Coluna de Fogo sobre a cabeça do irmão Branham e dizer que “isso é Cristo”.

48          Eles podem até reconhecer a Nuvem e dizer que é o contorno do rosto de Cristo. Mas até mesmo Satanás, em toda a Sua sabedoria, não sabia ao certo se Jesus era o Cristo, pois ele disse: “Se Tu és o Filho de Deus”. Agora, ele não teria dito “se Tu és” se ele estivesse 100% certo, e assim como tantos que dizem seguir a esta Mensagem, eles simplesmente não estão 100% certos do que eles creem. É por essa razão que o irmão Branham nos disse tantas vezes que quando o Arrebatamento vier e a Noiva for levada para fora daqui, então a tribulação se estabelecerá, e muitas pessoas vão dizer: “Eu pensei que era para acontecer isso e era para acontecer aquilo”, e eles não terão reconhecido que as mesmas coisas que eles estavam procurando para acontecer já aconteceram e eles nunca SOUBERAM disso.

49          Assim, vemos a importância deste saber que é falado nas Escrituras, este “ginosko”. Porque ele nos sugere mais do que o mero reconhecimento. Em vez disso, ele sugere uma união ou tornar-se um através da intimidade. Maria disse: “Como posso ter a criança sem ter conhecido nenhum homem”. E essa palavra é “ginosko”. Não tendo conhecido qualquer homem experimentalmente. Portanto, por essa relação experiencial com Aquele que revela, nos tornamos um com a interpretação da revelação, tornando-se um com a manifestação. Então, ao entrar nesta Palavra manifestada nos leva a uma unidade com ela, e uma vez que a interpretação é a manifestação do nome de Deus, então quando passamos da Fé na Palavra para a realidade da Palavra, tornando-se parte dessa Palavra manifestada, isto é quando nós recebemos o nome e, assim, nos tornamos a Noiva e a Senhora Jesus. Nós, portanto, nos tornamos uma parte da interpretação da Palavra, pois sem uma Noiva não haveria Noivo.

50          No sermão do irmão Branham Amnésia Espiritual (11/04/1964) ele disse: Você não pode esquecer isso e ser um cristão. Você deve estar identificado com isso. Você deve estar identificado com São João capítulo 14, versículo 12: “Aquele que crê em Mim, as obras que Eu faço ele também as fará”. Não se esqueça. Se você esquecer, então você tem amnésia espiritual. Você esqueceu quem você é. Você esqueceu o que o seu testemunho significa.

51          Agora, ele disse que você deve estar identificado com isso ou você tem amnésia espiritual. A palavra “Identificado” significa “induzir a ser”, ou “tornar-se idêntico”; conceber como unido em espírito, ou princípio; ser ou tornar-se o mesmo. Por isso significa mais do que apenas concordar com João 14:12, isso significa que você deve tornar-se João 14:12; em sua própria vida. E, assim, você deve tornar-se um com a sua revelação, e não somente uma doutrina que nos promete esta Unidade, e que é a doutrina de Cristo. “Pois quem não tem a doutrina de Cristo não tem a Deus”.

52          Observe então, a nossa recepção da manifestação com a interpretação nos leva à unidade com a revelação, e assim como Deus teve que enviar alguém com a Mensagem, tinha de haver aqueles para quem foi enviado. E aqueles para os quais a Mensagem foi enviada, são tanto uma parte da manifestação da Palavra como Daquele a Quem a Palavra é revelada.

53          Perguntas e Respostas nº 9 (28/06/1959) Irmão Branham, ...Pode alguém fazer as obras de Cristo, a menos que ele fosse o Cristo? Isso é o que é, “A menos que ele fosse o Cristo?”. Claro. Vamos tomar São João, só um minuto. São João capítulo 14 e eu quero que você olhe para isso agora, se você puder captar isso bem rápido, São João 14:12, creio que é isso. Nós vamos chegar a isso bem rápido, e olhe o que Jesus disse sobre isso. Tudo bem: “Em verdade, em verdade, Eu vos digo: Aquele”, “quem quer que seja”, “Aquele que crê em Mim, as obras que Eu faço ele também as fará”. Qualquer homem, o próprio homem não pode ser Cristo, mas as obras de Cristo seguirão a cada crente. Vê? Ele fará as obras de Cristo em qualquer homem. “Aquele que crê em Mim, as obras que Eu faço, ele fará”. Não “eu farei”, “ele deve fazer, ele deve”, não “eu”. “Mas aquele que crê em Mim e que confessou sua fé em Mim e morreu para si mesmo e o Meu Espírito habita nele, e ele torna-se uma parte de Mim”. Agora, isso não o torna Cristo. Isso torna ele parte de Cristo com o resto da Igreja. Tudo bem. Ele não é Cristo, porque isso seria anticristo, veja. Ele estaria tirando de Cristo. Mas ele pode ser, fazer as obras de Cristo, qualquer crente. Tudo bem.

54          Observe que ele diz “aquele” em João 14:12 refere-se (1) todo aquele que é, e (2) qualquer homem e (3) todos os crentes e novamente em (4) qualquer homem, e em (5) qualquer crente, etc. Agora, esta é a explicação para a questão relacionada a João 14:12 que um profeta vindicado de Deus deu.

55          Observe que estes são verdadeiros crentes, aqueles que têm o mesmo Espírito que Jesus tinha. E assim, eles têm a mesma natureza e farão as mesmas coisas, e viverão a mesma vida. Isso não é algo complicado, irmãos e irmãs, isso é o “Assim diz o Senhor”. E, ou você tem o “Assim diz o Senhor” e você está ecoando isso, ou você não tem. E sabemos por um profeta vindicado que a Noiva terá o “Assim diz o Senhor”, porque ela crê que o Senhor já disse assim.

56          E mais uma vez em seu sermão A Marca da Besta (17/02/1961) William Branham disse: Agora, lembre-se, a Bíblia disse: “Não poupes nada.” Pequenos ou jovens ou velhos ou ninguém. Todos que não tiverem este selo de Deus serão marcados de outro modo. E vê quem foi marcado fora disto? Homens que por longo tempo deram suas vidas pelo clero, sacerdotes e homens renomados, grandes sacerdotes e eruditos. Agora, quantos sabem que isto é a verdade? Ora, claro que é. Claro que é verdade. Apenas como eruditos... Simplesmente tão santos, tão dóceis, talvez boas pessoas, cidadãos da nação... Mas isto não é desculpa. Quando Deus envia algo e você falha em andar naquilo, então você está fora; isto é tudo. Ou você faz ou não. É assim que isto era. Todos que não entraram na arca, se afogaram, e aquilo era tudo que havia para isto, não importa quem eles fossem. Esta é a mesma coisa, todos que não estão em Cristo hoje, perecerão sem Cristo. É verdade. Então você não pode dizer: “Eu sou um metodista, ou um batista, ou um pentecostal, ou qualquer outra coisa; você tem que ser de Cristo. E se você é de Cristo, você faz as obras de Cristo. Aquilo testifica e prova que é isto. Eu... Isto é simplesmente tão claro quanto as Escrituras, é o que eu sei dizer.

57          Agora vamos partir novamente os três pontos que eu estou tentando passar esta manhã. Para ter a doutrina correta e, portanto, a revelação correta, deve haver Alguém que Se revele, esse é o número um, e você deve ter isso antes de mais nada. Depois o número dois, deve haver Aquele em quem se usa para revelar-Se. Em outras palavras, a Palavra de Deus só vem a um profeta, por isso você tem que ter um profeta para que a revelação seja correta. Pois a Palavra do Senhor vem aos profetas, e não aos mestres, e não aos escritores ou ministros como Spurgeon, ou Larkin.  E então, o número três, deve haver aqueles a quem Ele Se revela.

58          Mais uma vez, eu quero que você pegue isso, porque esta é a revelação de como Deus Se fez conhecido a nós por meio de Cristo Jesus, Seu Filho. Aquele que Se revela, aquele por meio de quem Ele é revelado, e aqueles a quem Ele é revelado. 1. Aquele que; 2. Alguém em Quem e 3. Aqueles a quem.

59          Número 1) Em primeiro lugar, deve haver Alguém que Se revela. É disso tudo que esta Mensagem trata. Não se trata de William Branham, é sobre Cristo. Não é sobre você, é sobre Cristo. Não é sobre mim, é sobre Cristo. E isso é o que William Branham queria ter a certeza que entendêssemos.

60          Observe o fruto desta Coluna de Fogo que guiou os filhos de Israel; observe o fruto que Ela produz. Veja o que Ela faz, o que Ela diz. “Não sou Eu que fala; é Ele que fala através de você”. Entende? Não sou eu que vê a visão, é Aquele que fala através de você. Não sou eu que cura o enfermo; é Aquele que está em você que cura o enfermo. Não sou eu que prega; eu sou um tímido covarde que correria do próprio pensamento; mas é Ele que fala através. Eu não sei a Palavra; mas Ele sabe disso. É isso aí. É isso aí.

61          E ele também disse em seu sermão Os Ungidos dos Últimos Dias (25/07/1965) § 269 Agora, eu quero que vocês saibam que isso é seguro. E você que ouve esta fita, você poderia ter pensado hoje que eu estava tentando dizer sobre mim mesmo, sendo que eu estava trazendo esta Mensagem. Não tenho mais a ver com isso do que nada, não mais do que apenas uma voz. E a minha voz, mesmo contra o meu melhor julgamento; eu queria ser um caçador de animais. Mas é a vontade de meu Pai que eu declaro fazer, e estou determinado a fazer. Não fui eu que apareceu lá no rio; eu estava apenas parado ali quando Ele apareceu. Não sou eu Quem realiza estas coisas e prediz estas coisas que acontecem tão perfeitas como são; eu sou somente um que está por perto quando Ele o faz. Eu fui somente uma voz que Ele usou, para dizê-Lo. Não foi o que eu sabia; é a que eu simplesmente me entreguei, por quem Ele falou. Não sou eu, não foi o sétimo anjo, oh, não; foi a manifestação do Filho do homem. Não foi o anjo, sua Mensagem; foi o mistério que Deus revelou. Não é um homem; é Deus. O anjo não era o Filho do homem; ele era o mensageiro do Filho do homem. O Filho do homem é Cristo. Ele é Aquele de Quem você está se alimentando. Você não está se alimentando de um homem; um homem, suas palavras falharão. Mas você está se alimentando do infalível Corpo-Palavra do Filho do homem.

62          Agora, isso é importante para nós entendermos, porque isso deve ser o número 1), deve haver Alguém que Se revela, depois o número 2) aquele através de quem Ele é revelado, e 3) deve haver aqueles a quem Ele Se revela. Jesus compreendeu isso, onde Ele disse: “Não sou Eu, é Ele”, e Paulo disse: “Não sou eu, é Ele”; e o irmão Branham disse: “Não sou eu, é Ele”.

63          Portanto, o primeiro ponto que devemos entender sobre a doutrina é: A Doutrina é sobre quem? E se a sua doutrina é sobre si mesmo, não é a Vida eterna, e não pode produzir a Vida eterna. Se tudo que a sua doutrina trata é da Noiva de Cristo, então o seu foco está errado, e isso não pode produzir a Vida eterna.

64          Não, senhor, a nossa doutrina não é sobre você, eu, ou qualquer outra pessoa. É tudo sobre Ele. Nele está a Vida, como o irmão Vayle sempre me disse: “Tire os olhos do vaso e mantenha-os naquele que está usando o vaso”. E quando a nossa doutrina aponta para Aquele que está Se revelando, então estamos tocando na fonte da vida, e que é o próprio Cristo.

65          Então você deve ter primeiro o ponto número um correto, e é aí que tantos se perderam nesta hora. Eles tinham doutrinas como “duas almas”, “sete trovões”, “o cavaleiro do cavalo branco”, “retorno do ministério”. E em muitos outros campos o ensino é tudo sobre “o ministério quíntuplo” ou “a noiva, a noiva, a noiva” ou “obra missionária”, como se estivéssemos a olhar para o ministério quíntuplo ou para os missionários para darem a vida eterna, e todos estes campos apontam para os homens, em vez de Cristo. Portanto, temos de obter o ponto número um correto se quisermos receber a Vida, a Vida Eterna. É-nos dito que na Bíblia há apenas uma Doutrina que nos promete a Vida eterna, e essa é a doutrina de Cristo. Então, esse deve ser o nosso foco.

66          Vamos abrir novamente em 2 João 8-9 Olhai por vós mesmos, para que não percamos o que temos ganho, antes recebamos o inteiro galardão. Todo aquele que prevarica, (significa transgredir para ir além dos limites) e não permanece (“e não permanece”, porque ele tem ido para fora dos limites) não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus.

67          Agora, esta palavra “tem” foi traduzida da palavra grega “echo” então aquele que vai além dos limites da doutrina de Cristo não ecoa Deus, e, portanto, não tem ou não possui a Deus, porque você tem que receber a Palavra, a fim de ecoá-La de volta. Agora, isso é uma indicação muito clara de que, se eles não podem repetir o que Deus disse, então eles certamente não entendem o que Ele disse.

68          Aquele que permanece na doutrina de Cristo, esse tem (ecoa), tanto do Pai como o Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, (em outras palavras, se há alguém que não ecoa essa doutrina, a doutrina de Cristo) não o recebeis em sua casa, nem o saudeis, porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.

69          Agora, essas são palavras muito poderosas que João está dizendo a você aqui, e ainda assim nós temos tantos que não se importam com o que a Palavra de Deus diz a você de como você deve viver sua vida. “Você vai ter comunhão com quem você desejar” e isso mostra que você não O conhece, nem a Sua Palavra.

70          “Os pássaros de mesma plumagem voam juntos”. Isso pode ser um provérbio antigo, mas William Branham disse isto sobre as pessoas que ficam ao redor, e se associam com aqueles que você tem um espírito de afinidade. E isso significa que você sai com eles, porque vocês possuem a mesma natureza.

71          Agora, a ênfase do número um deve ser que a nossa doutrina se concentra número um em Deus e que é por isso que a Presença e a Divindade são os ensinamentos doutrinários vitais, porque explicam a você de Quem se trata a Doutrina de Cristo. Porque era o próprio Deus que veio com o Alarido.

72          Agora, eu não estou dizendo que você não pode ficar junto com a família. Mas a Bíblia nos ensina 2 Coríntios 6:14 Não vos ponhais em jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?

73          Agora, sabemos que nas anotações de Scofield – se você tem uma Bíblia Scofield – ele aponta que a palavra “justiça” foi feita a partir de uma palavra do inglês arcaico, “right-wise-ness”, que significa ter uma compreensão correta. Então, o que Paulo está dizendo é: Que comunhão pode alguém que tem uma compreensão correta ter com alguém que tem um entendimento errado? Você estaria discutindo o tempo todo. Assim, portanto, você tem que evitar o que é certo, a fim de se reunir com aqueles que pensam errado.

74          1 Tessalonicenses 4:16-18 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.
74
75          Efésios 1:17 Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação.

76          Atos 3:19-21 Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor, e envie Ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado. O qual convém que o céu contenha até aos tempos da restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os Seus santos profetas, desde o princípio.

77          Lucas 17:30 Assim será no dia em que o Filho do homem é revelado.

78          Apocalipse 10:1-3 E vi outro anjo forte, que descia do céu, vestido de uma nuvem; e por cima da sua cabeça estava o arco celeste, e o seu rosto era como o sol, e os seus pés como colunas de fogo; e tinha na sua mão um livrinho aberto. E pôs o seu pé direito sobre o mar, e o esquerdo sobre a terra; e clamou com grande voz, como quando ruge um leão; e, havendo clamado, os sete trovões emitiram as suas vozes.

79          A Brecha (17/03/1963) Este Livro de Sete Selos é revelado por ocasião dos Sete Trovões de Apocalipse 10, agora, se estão anotando. Leiamos Apocalipse 10, só um momento, de modo que vocês tenham uma compreensão antes de entrarmos nisto. Agora, isto é no tempo do fim. Pois, ouçam: …vi outro anjo forte, que descia do céu, vestido de uma nuvem; e por cima da sua cabeça… o arco celeste,… Se você notar, esse é Cristo, veja. Porque, Ele, no Antigo Testamento, foi chamado o Anjo do Concerto...

80          Jesus Cristo é o Mesmo (14/02/1958) Temos Sua foto aqui no jornal. Muitos de vocês já viram. Poderia... Não temos tempo para contar a você sobre isso. Essa não é a minha foto; Eu sou seu irmão. Mas isso foi questionado. “O que é que foi isso?”. Para mim, foi o mesmo Deus que guiou os filhos de Israel por uma Coluna de Fogo. Nós todos sabemos que Aquele era o Logos, Aquele Anjo do Concerto, o qual foi Cristo, que guiou os filhos de Israel. Cristo declarou ser assim. Ele disse que Ele era o EU SOU, Aquele que estava na sarça ardente, e Aquele que estava na Rocha que estava no deserto. Aquela Coluna de Fogo Se fez carne e habitou entre nós. E quando Ele esteve aqui, Ele disse: “Eu vim de Deus, e volto para Deus”. E depois de Sua morte, sepultamento e ressurreição, quando apareceu a Paulo no caminho para Damasco, Ele tinha mais uma vez, o mesmo Logos em uma Coluna de Fogo, que Se manifesta a Si mesmo, e lembre-se que Paulo disse: “Quem és, Senhor?”. A luz era tão brilhante que teria cegado os olhos de Paulo, mas aqueles que estavam ali não conseguiam ver isso. Era uma realidade para aqueles que Deus iria revelar, mas os outros que ali estavam, não sabiam nada sobre isso...

Oremos.








.

Nenhum comentário:

Postar um comentário